Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 30 de dezembro de 2020

Cirurgião plástico esclarece 11 mitos e verdades sobre a rinoplastia “ Hit da quarentena” e pandemia


 Além de ser umas das cirurgias mais realizadas no Brasil, a busca pelo procedimento apresentou um crescimento de mais de 4.800% nas ferramentas de busca do Google 


A rinoplastia é uma das cirurgias plásticas mais procuradas nos consultórios brasileiros, seja para corrigir questões funcionais ou para ajustes estéticos do nariz. Dados do último censo, divulgados pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, mostram que o procedimento é o sétimo mais realizado no país, somando 4,4%, do total de intervenções.  Para o Cirurgião Plástico e Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) Dr. Alan Landecker o isolamento social, a possibilidade de se trabalhar em casa, além da grande quantidade de selfies e o maior tempo disponível para o celular e redes sociais fizeram a procura pelo procedimento disparar durante a pandemia. Segundo o Google o termo “rinoplastia” apresentou um crescimento de mais de 4.800% nas ferramentas de busca entre os meses de março e junho.   


Levando em consideração o boom de buscas pelo procedimento, Landecker desvenda abaixo 11 mitos e verdades que cercam a rinoplastia; "hit"da quarentena e pandemia. 


1- Para operar o nariz é preciso desmontar a sua estrutura?


MITO! Para quem tem a necessidade de tratar a parte óssea do nariz, existe uma técnica inédita no  mercado chamada Rinoplastia Balanceada que não utiliza o famoso “martelo”. Por meio de um motor movido à energia ultrassônica é possível esculpir o nariz com maior precisão, não sendo necessárias    incisões na parte externa do nariz, preservando cartilagens, mucosas e vasos sanguíneos. Além de não desabar o nariz, a técnica resulta em menos inchaço, sangramento, hematomas e inflamação no período pós-operatório; o que confere ao paciente uma recuperação mais rápida e tranquila, permitindo-o retornar às atividades rotineiras mais rapidamente. Vale dizer que o resultado definitivo da rinoplastia tradicional é alcançado em 6 a 12 meses, já  na Rinoplastia Balanceada esse período tende a ser menor, justamente por causar menos inchaço.


2- É possível obter o nariz que você deseja! 


MITO! Cada paciente tem expectativas e características anatômicas únicas, como a consistência das cartilagens e a qualidade da pele. Esses fatores podem limitar a obtenção de determinados tipos de resultado. Exemplo: é impossível obter uma ponta nasal super definida em pacientes com pele grossa, como nos narizes negróides. A rinoplastia tem como objetivo harmonizar o nariz às proporções faciais de cada paciente, portanto é altamente individualizada. Mais do que nunca, o cirurgião deve oferecer uma rinoplastia que seja natural, esteticamente agradável e com função respiratória maximizada!   


3 - Após a cirurgia a pessoa respira com dificuldades 


VERDADE! Porém é um desconforto mínimo. O inchaço na parte interna do nariz diminui o calibre das vias aéreas e consequentemente a passagem de ar. Felizmente, isto melhora bastante após 2-4 semanas e são usados splints de silicone com túnel de ar embutido (ao invés de tampão) que permitem a respiração normal do paciente imediatamente após a cirurgia.  


4- A rinoplastia pode causar diminuição do ronco 


VERDADE! Quando a via aérea é prejudicada por desvio do septo, hipertrofia dos cornetos e/ou insuficiência das válvulas nasais, a rinoplastia bem feita costuma oferecer um ganho considerável na maioria das queixas de ronco. 


5-  Qualquer um pode fazer a cirurgia, independentemente da idade 


MITO! A cirurgia de nariz deve ser feita a partir dos 16 ou 17 anos, quando as estruturas ósseas e cartilaginosas do nariz e da face estão plenamente desenvolvidas.  


6- A cirurgia é muito dolorosa 


MITO! Com a modernização do procedimento, as queixas de dor no pós-operatório se tornaram casa vez menores. Os relatos dos pacientes se assemelham a um resfriado leve, como entupimento do nariz e coriza.  


7- A ponta do nariz perde a sensibilidade após o procedimento 


VERDADE! Mas temporariamente. A sensibilidade costuma retornar após alguns meses da cirurgia. Em alguns casos, a sensibilidade pode demorar até um ou dois anos para voltar ao normal.  


8- Os resultados são imediatos! 


MITO! Eles costumam aparecer em torno de três a 12 meses após a cirurgia, dependendo do caso. O mesmo vale para a evolução e cicatrização de cada paciente.  


9- A recuperação difere conforme o tipo de pele do paciente 


VERDADE! A técnica estruturada e a preservadora tem recuperações distintas, mas em ambas a resposta é unânime: os pacientes com pele mais fina costumam apresentar menos inchaço, enquanto as grossas e oleosas costumam ficar um pouco mais tempo inchadas.  


10 - O procedimento pode ser realizado mais de uma vez até o paciente ter o resultado desejado 


VERDADE! Quando não tiver um resultado satisfatório, pode, sim, realizar outra cirurgia, desde que aguarde 1 ano. Esse é o menor tempo para que o nariz esteja com o mínimo possível de fibrose e próximo ao resultado final.  


11 - É possível evitar reoperações 


MITO! Não existem formas de evitar 100% o surgimento das complicações que levam o paciente a realizar uma nova cirurgia, mas o que pode ser feito para minimizar os riscos é procurar sempre um profissional com boa formação, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. O médico deve ser bem preparado e possuir as habilidades técnicas necessárias para realizar tal procedimento.  


 


Dr. Alan Landecker, Cirurgião Plástico – Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS) e da (Sociedade Internacional de Rinoplastia) com cerca de 15 anos de experiência. É formado em medicina e cirurgia geral pela Universidade de São Paulo (FMUSP) CRM-SP 87043 e em Cirurgia Plástica pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e Clínica Ivo Pintanguy. Especialista em rinoplastia estruturada primária e secundária (Rhinoplasty Fellow) pela University of Texas Southwestern em Dallas, Texas, EUA, sob o Dr. Jack P. Gunter. É precursor da Rinoplastia Balanceada que tem por base utilizar a técnica inovadora de piezoelétrica (ultrasônica) aliada às técnicas cirúrgicas de rinoplastia estruturada e preservadora com o objetivo de realizar uma cirurgia capaz de oferecer o máximo de previsibilidade, com o menor trauma cirúrgico possível e minimizar as chances de complicações, além de facilitar eventuais reoperações. www.landecker.com.br


 

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑