Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

Salvador tem reconhecimento internacional pela adoção do Ruas Completas




Salvador foi reconhecida pela World Resources Institute (WRI) como a cidade do Brasil que mais vem aderindo e dando escala ao conceito de Ruas Completas. O projeto visa implementar um novo conceito urbanístico e sustentável, baseado na distribuição do espaço de maneira mais democrática para as pessoas.É conduzido em todo o país pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP), pela WRI e conta com a parceria com do Instituto Clima e Sociedade (ICS). 


A capital baiana sai na frente entre as 15 cidades da Rede Nacional para Mobilidade de Baixo Carbono (RNMBC) beneficiadas pela iniciativa. Salvador também foi reconhecida e certificada por implementar o melhor projeto piloto de obra permanente da RNMBC, com a obra da Rua Miguel Calmon, no Comércio. 



Na capital baiana, o projeto é desenvolvido pela Prefeitura através das secretarias de Mobilidade (Semob) e de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis), Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF) e Transalvador. A ação também faz parte de um projeto maior de requalificação do Centro Histórico, região onde a administração municipal já investiu cerca de R$300 milhões, dentro do programa Salvador 360. 


Para a presidente da Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), Tânia Scofield, esse prêmio da WRI significa um importante reconhecimento do trabalho realizado ao longo dos últimos oito anos, com foco na requalificação, sustentabilidade e a acessibilidade. “Temos trabalhado muito para promover transformações em termos ambientais e urbanísticos que resultam na melhoria da qualidade de vida de todos que aqui vivem e trabalham. Queremos e temos atuado para uma cidade sustentável, acessível, inclusiva e cuidada”, destaca, ressaltando o importante trabalho realizado na Rua Miguel Calmon, no Centro Antigo. 


A requalificação do local que interliga os assessores da capital baiana prioriza o transporte não motorizado e de baixo carbono. Em outras palavras, a reforma privilegia pedestres e ciclistas, com foco na acessibilidade, mas sem ignorar o trânsito de veículos da região.  


Rua Completa – A Miguel Calmon recebeu nova pavimentação, serviços de macro e microdrenagem, além de mobiliário urbano e ciclovia desde as imediações do Mercado Modelo até a entrada do Plano Pilar. O investimento foi de R$4,8 milhões, com recursos provenientes de financiamento junto à Caixa Econômica Federal. 


O pacote de ações incluiu ainda a revitalização da Praça Riachuelo, cujo entorno ganhou piso intertravado. Já as calçadas da rua passaram a ter concreto lavado com detalhes em pedras portuguesas e itens de acessibilidade, como rampas, piso tátil e passagem de pedestres. A iluminação foi modernizada com a implantação de lâmpadas em LED.  


Além disso, a Miguel Calmon ficou mais verde com a plantação de quase 100 mudas de árvores de espécies de médio porte e que hoje ajudam a minimizar os efeitos da emissão de gás carbônico dos veículos que trafegam no local. À medida que forem crescendo, os vegetais garantirão mais sombreamento, inclusive nos espaços de descanso com bancos que foram implementados.


 Fotos: Jefferson Peixoto/Secom


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑