Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 22 de março de 2021

Dia Mundial do Cuscuz tem Flocão de Milho baiano da agricultura familiar


 O cuscuz é muito mais do que um prato. Ele traz memórias e tradições, passadas de geração em geração. Não foi à toa que ganhou um dia só dele, o Dia Mundial do Cuscuz, celebrado nesta sexta-feira (19).  


Na Bahia, a agricultura familiar tem orgulho de ter um produto muito especial para fazer um delicioso cuscuz: o Flocão de Milho da Cooperativa Agropecuária Mista Regional de Irecê (Copirecê), produzido com milho não transgênico. 


De acordo com a representante comercial da Coopirecê, Vamary Santos, o Flocão de Milho da cooperativa é diferenciado: “É um Flocão que possui o selo da agricultura familiar, nossos produtores produzem com todo carinho e cuidado com recomendações de uma agrônoma, cuidando do meio ambiente e seguimos todas as recomendações dos manuais de boas práticas de fabricação. Um produto muito mais saboroso”.  



Popular, que combina com as mais variadas combinações e que traz benefícios para a saúde, o cuscuz é uma iguaria que possui uma infinidade de propriedades, segundo a nutricionista Queila Duque: “É uma ótima fonte de energia, pois possui carboidratos complexos, tem ácido fólico, que ajuda na prevenção de doenças cardíacas, selênio, um antioxidante, magnésio, que ajuda na regularização da pressão arterial, e potássio, que também ajuda nos batimentos cardíacos, além de outros benefícios”.  


O Governo do Estado, por meio do projeto Bahia Produtiva, está investindo  R$ 1,4 milhão na Copirecê, para que essa maravilha nordestina ganhe o mundo. São ações de comunicação visual, embalagens, aquisição de máquinas e equipamentos, e assistência técnica e extensão rural (Ater) para os agricultores. Tudo para garantir o acesso do cuscuz e outros produtos de milho a mercados mais competitivos.  


Os investimentos começam na base, na plantação do milho, elemento base do cuscuz. Com o apoio do projeto Bahia Produtiva, a expectativa para este ano é dobrar a produção. Segundo a agrônoma do Bahia Produtiva, Zene Vieira, que acompanha os agricultores, no ano passado a produção foi de 298 toneladas: “Esperamos dobrar a compra de milho em relação ao ano passado, a expectativa é adquirir dos cooperados cerca de 10  a 15 mil sacos de milho não transgênico”. 


 


Onde comprar: 


O Flocão de Milho da Copirecê ganhou este mês uma nova embalagem. Agora tem o o Selo de Identificação da Agricultura Familiar da Bahia, que dá ao consumidor a garantia de adquirir um produto genuinamente originário da agricultura familiar. 


A nova embalagem também traz o QR Code, permitindo o acesso às informações de todos os processos desenvolvidos na produção, da propriedade até o alimento chegar à mão do consumidor. Isso também faz parte das ações do projeto Bahia Produtiva, com o objetivo de promover o acesso ao mercado dos produtos de cooperativas e associações da agricultura familiar baiana. 


A cooperativa também produz Mingau de Milho Verde, Mingau Multicereais, Mugunzá e Creme de Milho, todos reconhecidos por serem os únicos não transgênicos do estado. As vendas são realizadas para lojas de produtos naturais em Salvador, como Mundo Verde, Viva o Grão, Nutrição Completa, Boi Vivo. Também podem ser adquiridos e entregues em casa, pelas plataformas balcao.online/coophub e www.escoarbrasil.com.br.   

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑