Seja bem-vindo. Hoje é

sábado, 20 de março de 2021

Programação pelo Dia Nacional do Teatro para Juventude


 Neste sábado (20), é celebrado o Dia Nacional do Teatro para a Infância e Juventude. A partir deste mês de março, a Fundação Gregório de Mattos (FGM) promove uma programação gratuita de teatro para o público infanto-juvenil, adaptada às medidas de isolamento social em vigor na capital baiana por causa da pandemia.

 

O projeto Calu Brincante – Ocupação Lúdica realiza o Sarauzinho da Calu, até o próximo dia 30. As atividades envolvem jogos eletrônicos, oficinas on-line e performances interativas para crianças em isolamento, em ocupações de praças da Cidade Baixa, e podem ser acompanhadas pelo Instagram @calubrincante .

 

A oficina de performance Escrevivências reúne teatro, dança, literatura, memória, identidade, escrita criativa e acessibilidade em apresentações bilíngues, nas quais a Língua Brasileira de Sinais (Libras) faz parte do conteúdo programático. O projeto tem como público-alvo crianças e jovens de 10 a 14 anos, vinculados a instituições comunitárias da periferia de Salvador, e o propósito é realizar um mapeamento de pessoas surdas. As oficinas, transmitidas pelo Instagram @oficinadeperformancejovem, terminam no dia 30.

 

O espetáculo teatral Zumbindo narra as aventuras da menina Akotirene e seu amigo imaginário Zumbi dos Palmares. Seu objetivo é abordar de forma lúdica o legado cultural africano e afro-brasileiro, discutindo questões que permeiam a infância das crianças negras. As apresentações serão transmitidas ao vivo e contarão com bate-papo on-line entre os dias 27 e 29 de abril.

 

Também no próximo mês, a Iaô – Cia de Teatro realiza oficina de teatro com incursões por circo, dança e linguagem audiovisual, para a montagem de um espetáculo teatral inspirado na formação da Cidade Baixa e nas questões de pertencimento dos seus moradores. Serão seis apresentações, que contam com jovens atrizes e atores selecionados para o projeto, entre os dias 28 e 30 de abril, com informações através do @culturalfabrica.

 

Ainda em abril, o projeto Awon Omodé – Afroperspectivas por uma Infância Plural envolve a apresentação do espetáculo Itans que Encantam, a publicação de quatro livros, três séries audiovisuais e três oficinas on-line. Os conteúdos são voltados para crianças negras, sempre abordando a cultura africana e afro-brasileira enquanto formas de educação e construção de identidade. 

 

Origem da data – Desde 2001, comemora-se o Dia Mundial do Teatro para a Infância e Juventude. A celebração, presente em mais de 80 países, foi concebida pela Associação Internacional do Teatro para a Infância e Juventude (Assitej), com o objetivo de reforçar a importância do teatro para o desenvolvimento de crianças e adolescentes em todo o mundo. No mesmo sentido, o Congresso Nacional criou, em 2008, o Dia Nacional do Teatro para a Infância e Juventude, também celebrado em 20 de março.

 

No Brasil – Considerada a pioneira do teatro infanto-juvenil no Brasil, a escritora paulista Lúcia Benedetti inaugurou o gênero no país com a peça O Casaco Encantado, encenada pela primeira vez em 1948. Desde então, a dramaturgia brasileira nessa vertente tem sido enriquecida com a produção de muitos autores, alguns deles consagrados – a exemplo de Maria Clara Machado, criadora de Pluft, o Fantasminha, e de Ziraldo, que assina a obra Menino Maluquinho.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑