Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 11 de março de 2021

Restaurantes vão ampliar distribuição de alimentos durante pandemia

 


Os restaurantes populares de Salvador têm sido para população em vulnerabilidade social – que engloba pessoas de baixa renda e em situação de rua – os meios mais acessíveis para se obter refeições grátis e de qualidade, sobretudo neste período de pandemia da Covid-19.  Nesta terça-feira (9), o prefeito Bruno Reis, acompanhado da vice-prefeita Ana Paula Matos e do secretário de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esporte e Lazer (Sempre), Kiki Bispo, visitou a unidade de Pau da Lima para acompanhar os trabalhos de distribuição de alimentos. Além desse espaço, a capital baiana possui outro restaurante em São Tomé de Paripe.  

 

O prefeito anunciou que ambos os estabelecimentos ampliarão a capacidade de atendimento, saindo de 700 refeições distribuídas diariamente para 1 mil (cada local ofertará 500 quentinhas). Não é necessário cadastro prévio para ter acesso ao alimento, já que os restaurantes recebem público mediante demanda espontânea, de segunda a sexta-feira, das 11h30 às 13h30. 

 

“Durante a pandemia, os números que a Prefeitura vem investindo na área social são expressivos. Já foram 680 mil refeições que nós distribuímos em Salvador e quase 1,8 milhão de cestas básicas. Também pagamos mais de R$61 milhões do auxílio emergencial através do programa Salvador por Todos”, destacou. 

 


Bruno Reis assegurou a continuidade das ações e investimentos para amenizar as consequências e os efeitos da pandemia à população carente. Atualmente, a Prefeitura destina R$20 milhões por mês somente na área social.  “Nós vamos seguir investindo muito. Entendemos que as medidas de isolamento social são necessárias e é por isso que a Prefeitura dá esse amparo, protege quem mais precisa e ajuda as pessoas que estão passando necessidade nesse momento”, afirmou. 

 

Os restaurantes populares de Pau da Lima e de São Tomé de Paripe voltaram a fazer distribuição de alimentos em quentinhas desde fevereiro passado, devido ao avanço dos índices da Covid-19. As estruturas não estão recebendo mais ninguém nos refeitórios, dentro das medidas sanitárias para minimizar o contágio da doença e não gerar aglomerações. 

 

As quentinhas são compostas por refeição principal e lanche da tarde. O cardápio é montado sob supervisão nutricional, com proteína, carboidrato, salada e fruta.  

 


 Fotos: Betto Jr/Secom


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑