Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 1 de abril de 2021

Refeições na Semana Santa devem ser consumidas com cautela

 


Fotos: Bruno Concha/Secom

 

As celebrações da Semana Santa, tradicionalmente, costumam ter refeições com tempero mais acentuado e que levam azeite de dendê nas preparações. O exagero no consumo ou a ingestão combinada com determinados alimentos pode ocasionar mal-estar e até problemas mais sérios.

 

Cuidar da alimentação e maneirar na ingestão de bebidas alcoólicas, principalmente nos períodos festivos, pode evitar que o cidadão tenha necessidade de buscar por um atendimento especializado de saúde. Neste momento difícil que enfrentamos, com pressão no sistema público de saúde em função da pandemia de Covid-19, este zelo se faz ainda mais necessário.

 

A nutricionista dos restaurantes populares Cuidar de Pau da Lima e São Tomé de Paripe, Raquel Andrade, que também atua na coordenadoria de Segurança Alimentar e Nutricional (Cosan) da Prefeitura, explicou que o modo de preparo do peixe, alimento mais comum nas refeições do período, pode facilitar a digestão e a melhor absorção dos nutrientes. Mas ainda é preciso estar alerta com os pratos que usam o dendê.

 


"É importante tomar cuidado com o excesso de comida com muito condimento, vatapá, caruru e com os peixes fritos. O ideal é preferir sempre o peixe assado, grelhado ou cozido. Na hora de consumi-lo é importante para alguns tipos de peixe retirar o couro, pois a gordura boa está presente na carne", detalhou.

 

Escolhas adequadas – A atenção com a refeição deverá acontecer desde a escolha do pescado que será apreciado. Um alimento bem selecionado, além de trazer sabor à mesa, vai agregar na saúde de quem ingerir. Os peixes com preços mais acessíveis e ricos em Ômega 3, pontuou Raquel, são cavala, dourado, corvina, atum e merluza.

 

A profissional explicou ainda que seja qual for a receita adotada para o preparo do peixe, é recomendado fazer uso de temperos naturais. Eles vão deixar a refeição mais leve, evitando que provoque desconforto abdominal ou, em casos mais graves, intoxicação alimentar por excesso.

 

Ao escolher a sobremesa também é interessante refletir sobre a combinação de alimentos que será feita. Doces que tragam na sua preparação leite condensado ou creme de leite não são indicados.

 

Locais de compra – Os mercados municipais estão de portas abertas, seguindo todos os protocolos sanitários, para que a população possa fazer as compras para a celebração da Semana Santa sem transtornos. O Mercado Popular de Água de Meninos, na Cidade Baixa, funciona das 5h às 14h, de segunda a sábado, e das 5h às 12h, do domingo. Os mercados do Jardim Cruzeiro, São Cristóvão e Dois de Julho, assim como o Nacs Periperi, abrem de segunda a sábado, das 10h às 15h, e no domingo, das 10h às 13h.

 

No mercado de Itapuã, o horário de funcionamento vai das 10h às 16h, de segunda a sábado, e das 10h às 13h no domingo. O Nacs Itapuã, na Avenida Dorival Caymmi, também está aberto no mesmo horário.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑