Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 5 de maio de 2021

"Defesa do direito humano à alimentação é uma tarefa coletiva"


 Defesa do direito humano à alimentação é uma tarefa coletiva", afirma nova presidenta do CONSEA-BA


O Conselho Estadual de Segurança Alimentar da Bahia (CONSEA-BA) realizou nesta quarta-feira (28) a plenária de eleição dos conselheiros e conselheiras, além da presidência para o biênio 2021-2023.


A nova presidenta do CONSEA-BA é Débora Rodrigues, representante do Fórum Baiano de Economia Solidária, que foi eleita por aclamação. A eleição contou com a participação de 56 membros do conselho, sendo 2/3 da sociedade civil e 1/3 do poder público. O então presidente José Moacir Santos e a secretária executiva do conselho, Márcia Dias, conduziram o encontro.


A presidenta eleita falou sobre a importância da eleição e do momento em que o país vive. "O CONSEA-BA tem tido uma importância impar no processo da defesa do direito humano à alimentação, no monitoramento e apresentação de demanda para políticas publicas. O conselho é extremamente potente do ponto de vista da representação, com presença em todas as regiões, seja pelos quilombolas, indígenas, agricultores familiares", explicou Débora.


"Ocupar a presidência neste momento é muito significativo por representar o grupo de maior vulnerabilidade, que é a mulher negra, a mulher do sertão. Essa é uma tarefa assumida coletivamente pelo conjunto do conselho, num momento desafiador em que a fome voltou com muita força e em que as políticas públicas estão sendo desmontadas", afirmou a nova presidenta.


A indicação à Presidência e a lista com a composição do CONSEA-BA será encaminhada nos próximos dias à Governadoria para anuência do governador Rui Costa e posterior publicação no Diário Oficial. Depois que a publicação sair, será realizada a plenária de posse e planejamento do Conselho para o biênio.


O secretário da SJDHDS, Carlos Martins, foi representado pela superintendente de Inclusão e Segurança Alimentar da SJDHDS, Rose Pondé. "Tenho absoluta certeza e confiança que essa nova gestão, representada pela primeira vez por uma mulher, seguirá firme na defesa intransigente do direito à alimentação para todos e todas, nos quatro cantos da Bahia", disse.


Insegurança Alimentar no Brasil


Na primeira parte da reunião, antes da eleição, a professora Sandra Chaves, da Escola de Nutrição da Universidade Federal da Bahia, que apresentou o estudo sobre insegurança alimentar no contexto da pandemia da Covid-19 no Brasil.


O estudo foi produzido pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (PENSSAN).


Segundo dados da Rede PENSSAN, do total de 211,7 milhões de brasileiros(as), 116,8 milhões conviviam com algum grau de Insegurança Alimentar e, destes, 43,4 milhões não tinham alimentos em quantidade suficiente e 19 milhões de brasileiros(as) enfrentavam a fome.

 

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑