Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 19 de maio de 2021

Diagnóstico precoce do glaucoma pode evitar a cegueira


 Campanha Maio Verde alerta para os perigos desta doença silenciosa


O glaucoma atinge cerca de 900 mil pessoas no Brasil. Silenciosa com relação aos sintomas iniciais, a doença é a principal causa de cegueira irreversível no mundo e deve afetar 111,8 milhões de pessoas em 2040, em todo o mundo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). Geralmente, quando percebida, encontra-se em estado avançado, quando pode ter comprometido cerca de 50% da visão. Portanto, o diagnóstico e o tratamento precoce são fundamentais para conter o desenvolvimento dessa patologia. Pensando nisso, oftalmologistas e instituições de saúde criaram a campanha Maio Verde, que tem seu dia D, o Dia Nacional de Combate ao Glaucoma, em 26 de maio.


Especialista no assunto, Mônica Mayoral, médica oftalmologista do DayHORC – empresa do Grupo Opty, explica que a doença degenerativa atinge o nervo óptico, principalmente pelo aumento da pressão intraocular. “O Glaucoma Primário de Ângulo Aberto é o tipo mais comum no Brasil, que atinge cerca de 80% dos pacientes, e se caracteriza por ter uma evolução lenta, progressiva e frequentemente assintomática. Já o Glaucoma de Ângulo Fechado pode causar dor ocular de forte intensidade e perda visual rápida, caso não seja instituído tratamento adequado em tempo hábil”, conta.


O público mais vulnerável a desenvolver o glaucoma é composto por mulheres e homens, principalmente acima de 40 anos. Além da idade, são fatores de risco o histórico familiar, a miopia elevada e o diabetes. Recém-nascidos também podem ter o problema, sendo manifestado por lacrimejamento, aversão à luz, aumento do tamanho do globo ocular, além da perda do brilho natural dos olhos. Por isso, a importância do Teste do Olhinho.


Também especialista no assunto, a médica Carina Laiola, do Instituto de Olhos Freitas – empresa do Grupo Opty, ressalta que a melhor forma de evitar a doença é com o diagnóstico precoce, através de ida ao oftalmologista pelo menos uma vez ao ano, mesmo em época de pandemia: “Deve-se também ter sempre hábitos de vida saudáveis e se atentar para o uso indiscriminado de colírios compostos por corticoides, facilmente adquiridos nas farmácias e que podem causar glaucoma de difícil controle”.


 


Tratamento


Embora não tenha cura, o glaucoma pode ser controlado com tratamento adequado e contínuo, fazendo com que a perda da visão seja minimizada. “Na maioria dos casos, é necessário o uso de colírios diariamente para controle. Com o avanço de novas tecnologias, hoje é possível oferecer ao paciente um tratamento mais moderno, com aplicação de laser ou procedimento cirúrgico. Novas técnicas cirúrgicas foram desenvolvidas e /hoje já existem as cirurgias minimamente invasivas, como o iStent, que apresentam menor taxa de complicações e tempo de recuperação mais curto”, conclui Mariana Xavier, médica da Oftalmoclin, que é outra empresa na Bahia que integra o Grupo Opty.


 


Sobre o Opty


O Grupo Opty nasceu em abril de 2016, a partir da união de médicos oftalmologistas apoiados pelo Pátria Investimentos, que deu origem a um negócio pioneiro no setor oftalmológico do Brasil. O grupo aplica um novo modelo de gestão associativa que permite ampliar o poder de negociação, o ganho em escala e o acesso às tecnologias de alto custo, preservando a prática da oftalmologia humanizada e oferecendo tratamentos e serviços de última geração em diferentes regiões do País. Nesse formato, o médico mantém sua participação nas decisões estratégicas, mantendo o foco no exercício da medicina.


Atualmente, é o maior grupo de oftalmologia da América Latina, agregando 25 empresas oftalmológicas, e mais de 1800 colaboradores e 750 médicos oftalmologistas. Além das marcas próprias HOBrasil (BA, SP e RJ) e Centro Oftalmológico Dr. Vis (DF e RJ), fazem parte dos associados: Instituto de Olhos Freitas (BA), o DayHORC (BA), Instituto de Olhos Villas (BA), Oftalmoclin (BA), Hospital Oftalmológico de Brasília (DF), Hospital de Olhos INOB (DF), Hospital de Olhos do Gama (DF), Hospital de Olhos Santa Luzia (AL), Hospital de Olhos Sadalla Amin Ghanem (SC), Centro Oftalmológico Jaraguá do Sul (SC), Clínica Visão (SC), HCLOE (SP), Visclin Oftalmologia (SP), EyeCenter Oftalmologia (RJ), COSC (RJ), Oftalmax Hospital de Olhos (PE), UPO Oftalmologia – Unidade Paulista de Oftalmologia (SP) e HMO – Hospital Medicina dos Olhos (SP), resultando em 56 unidades de atendimento. Visite www.opty.com.br.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑