Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 21 de maio de 2021

Vias com velocidade reduzida ajudam a diminuir número de acidentes

 


Os dados mais recentes divulgados pela Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) mostram que houve uma redução no número de acidentes nas regiões da cidade onde a velocidade é reduzida. Nos bairros da Barra e Rio Vermelho, onde há piso compartilhado, e na Pituba, onde está em vigor o chamado Trânsito Calmo, as reduções surpreendem desde a implantação das iniciativas nas localidades.

 


No bairro mais boêmio da cidade, no trecho que vai da curva da Rua da Paciência, passando pela Rua Guedes Cabral até o Largo da Mariquita, a velocidade passou de 60km/h para 40km/h desde o final de janeiro de 2016. O número de casos em 2015 era de 106 lesionados com 17 feridos – em 2020, esse número foi de uma pessoa lesionada e três feridas.

 

Já na Avenida Oceânica, onde a velocidade oscila entre 20km/h e 30km/h, o piso compartilhado foi instalado em setembro de 2014. Em 2013, o quantitativo era de 54 pessoas lesionadas e dez feridas. No ano passado, foi apenas uma lesão e seis feridos.

 

O superintendente da Transalvador, Marcus Passos, destaca que a capital baiana conseguiu reduzir em 54% o número de mortes em acidentes de trânsito. É uma das poucas cidades no mundo que atingiu a meta da Organização das Nações Unidas (ONU) de redução em 50% neste índice, durante a década 2011-2020.

 

Nesse período, a Prefeitura vem adotando medidas para readequar cada vez mais o trânsito na cidade. Além disso, campanhas educativas, ações estratégicas e sinalizações específicas são criadas para conscientizar a população.

 

Reflexos – Passos salienta que, hoje, qualquer gestor que trabalhe com trânsito vai ter grandes desafios. “As metrópoles cada vez mais se transformam, a quantidade de veículos aumenta, e existe uma necessidade maior de devolver a cidade aos pedestres.”

 

De acordo com o superintendente, existem diversos atores no trânsito, desde os mais vulneráveis como pedestres, ciclistas e motociclistas, até os condutores de automóveis e veículos pesados. Para ele, não existe outra forma de dar segurança ao cidadão, a não ser adequando a velocidade. “A Prefeitura está adaptando os espaços públicos, ampliando calçadas, reduzindo velocidades para cada vez mais dar mais conforto a quem transita e mais segurança aos vulneráveis”.

 

A técnica de enfermagem Gorete Carvalhal, de 52 anos, mora há 28 deles na Barra. Com ampla visão da varanda onde mora, no Oceania, ela diz que o trânsito melhorou bastante após a redução de velocidade.

 

“Estou achando tudo ótimo, muita gente gostou, tanto quem caminha quanto quem passa de carro. As famílias circulam muito por aqui e até a caminhada ficou mais segura”, disse. Gorete lembra que, antes da redução, a atenção com as crianças, principalmente, era redobrada. “Mas melhorou tudo, até a segurança dos pais, deu mais segurança, com certeza”.

 

A jornalista Mônica Carvalho é moradora do bairro desde que nasceu e acompanhou o crescimento do local. Para ela, a redução da velocidade ficou excelente, principalmente em frente à residência onde mora, na Rua Barão de Itapuã.

 

“Agora que a Barra se tornou um lugar de esportes, vem muita gente pedalar e andar. Com a redução, ficou mais seguro para quem pratica exercícios na orla, como eu. E conscientiza as pessoas a reduzir a velocidade também por conta das multas”, observou.

 

Trânsito Calmo – No bairro da Pituba, a iniciativa de redução da velocidade foi iniciada em outubro de 2019, na Avenida Octávio Mangabeira, no trecho do cruzamento com a Rua Goiás até o cruzamento com a Rua Rio de Janeiro. Em cinco anos houve uma redução de 127 para quatro lesionados e de 22 para dez feridos.

 

Maio Amarelo – Uma grande novidade que será implantada em Salvador é um novo conceito de tráfego: o Zona 30. Criado na Alemanha e já adotado por diversos países e também capitais brasileiras, a iniciativa visa delimitar áreas urbanas mais seguras para pedestres e ciclistas, com a limitação da velocidade dos carros nas vias a 30km/h

 

O Zona 30 integra as ações da Semana Global de Segurança Viária, promovida pela ONU desde a segunda-feira (17) até domingo (23), com o objetivo de reduzir acidentes e lesões no trânsito. Em Salvador a velocidade reduzida já está implantada na Pituba, Barra e Rio Vermelho, e novos locais terão a Zona 30: o trecho de Patamares até o Greenville, e na região do Bonfim – entre o Alto do Bonfim, na Colina Sagrada, e a Baixa do Bonfim. Entre as medidas, são colocadas placas de sinalização e modificação do fluxo de algumas entradas e saídas de ruas.

 

“O tema da ONU para 2021, Ruas Pela Vida, destaca a importância de garantir que nessas regiões onde existe concentração de pessoas caminhando, a velocidade seja de 30km/h. Tenho certeza que Salvador vai se comprometer a avançar cada vez mais”, destacou Dante Rosado, coordenador executivo da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global no Brasil.


Fotos: Jefferson Peixoto/Secom e Max Haack/Secom

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑