Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 29 de junho de 2021

Mais eficiente, novo sistema agiliza atendimento e inibe trotes no Samu



Responsável por 150 mil chamadas e 45 mil atendimentos presenciais desde a madrugada do dia 11 de fevereiro, o Samu Mais, novo sistema de teleatendimento informatizado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), já aponta para uma redução significativa dos trotes feitos ao telefone 192, além de, aos poucos, acelerar o tempo de resposta às chamadas emergenciais que, em média, é de 30 minutos. Funcionando em plantão de 24 horas, o Samu Mais reúne de seis a oito profissionais por turno, entre atendentes e médicos reguladores. 


Desde o início da pandemia, em especial no período entre março e julho de 2020, o atendimento do Samu 192 viu o número de chamadas saltar de uma média de 8 a 9 mil contatos por mês para 14 a 16 mil ligações a cada 30 dias. Atualmente, a média mensal é de 13 mil chamadas de emergência, mantendo o aumento médio de 60% atingido no ano passado. Em relação às chamadas falsas, também conhecidas como trotes, o Samu Mais registra e conserva os dados de quem realiza esse tipo de ligação, podendo o atendente repreender o indivíduo no ato da infração. 


“Com a aquisição do sistema próprio – o anterior era federal –, tínhamos muita dificuldade em alterar ou adequar o serviço às nossas necessidades, principalmente se precisássemos inserir alguma nova funcionalidade. Logo, a grande vantagem é poder adequar novas funcionalidades que facilitam o trabalho. Tanto que, desde o início da nova operação, já fizemos muitas inserções, alterações e aperfeiçoamentos, podendo mexer sem reservas. Nosso grande desafio hoje é reduzir cada vez mais o tempo de resposta, com envio da ambulância ou orientação”, explica o coordenador médico do Samu, Antonio Fernando Costa. 


O gestor afirma que o grande impacto da implantação do Samu Mais foi a praticidade na inserção de dados e manipulação do sistema. “Anteriormente, quando recebia uma ligação, o telefonista precisava inserir manualmente telefone e dados do cidadão, coisa que agora é feita automaticamente pelo sistema, por exemplo.” 


Costa aponta também outra mudança possibilitada pelo sistema. “Há casos em que o próprio atendente tem liberdade para acionamento automático de ambulância, sem necessidade de triagem ou regulação, a exemplo de acidente de trânsito, capotamentos, batidas, incidentes com armas de fogo, ou seja, de gravidade já instalada. Antigamente isso era feito de forma verbal entre os atendentes e reguladores. Agora é automático, dando mais celeridade ao atendimento”, complementa. 


Quando chamar – O Samu realiza o atendimento de urgência e emergência em qualquer lugar, sejam elas residências, locais de trabalho e vias públicas. O serviço pode ser acionado nas seguintes situações que oferecem risco de vida ao cidadão: problemas cardiorrespiratórios, intoxicação, queimaduras graves, maus tratos, em trabalhos de parto onde haja risco de morte da mãe ou do feto, tentativas de suicídio, crises hipertensivas, acidentes/traumas com vítimas, afogamentos, choque elétrico, acidentes com produtos perigosos e transferência inter-hospitalar de doentes com risco de morte. 


Caso identifique uma destas situações, basta ligar gratuitamente para o número 192, não sendo necessário cartão telefônico ou crédito no celular, por exemplo. É importante ressaltar que passar trote é considerado crime pelo código penal brasileiro e o infrator pode pegar de um a seis meses de detenção, além de condenação a pagamento de multas, podendo, ainda, ter as penalidades duplicadas em situações de calamidade pública, a exemplo de períodos de pandemia, como a de Covid-19.


 Foto: Max Haack/Secom






--


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑