Seja bem-vindo. Hoje é

domingo, 11 de julho de 2021

Salvador consagra primeiros Embaixadores(as) da Educação para o Trânsito

 


“A minha ideia é ter adesivos nos capacetes dos ciclistas, com identificação e informações para caso de acidentes, e que isso vire uma lei”. Com essa fala, Júlia Pedreira, 9 anos, apresentou uma de suas propostas para um trânsito – e um futuro – mais inclusivo, moderno e democrático. A garota foi uma das sete estudantes de escolas públicas, privadas e do Grupo de Escoteiros da Bahia que participaram do 1º Fórum Embaixadores(as) da Educação para o Trânsito, promovido neste sábado (10) pela Prefeitura, por meio da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador).

 

Protagonistas do evento, os alunos, todos de idades entre 6 e 11 anos, trouxeram suas percepções e compartilharam ideias e aspirações para construir um trânsito mais seguro. Ao final do Fórum, os estudantes foram condecorados com o título de “Embaixador(a) da Educação para o Trânsito” e receberam medalhas de honra pela ativa participação no tema.

 

“Com as crianças a gente consegue transformar, fazer críticas e ter uma visão diferenciada do trânsito. Queremos, com este Fórum, plantar a sementinha e fazer com que elas compartilhem a mensagem de um trânsito seguro para os pais e outros do seu convívio. Com isso, teremos benefícios duradouros”, declarou o superintendente da Transalvador Marcus Passos.

 

A iniciativa tem como objetivo promover o protagonismo da criança na educação e construção de valores no trânsito, tendo como base o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a Nova Base Nacional Comum Curricular e as Diretrizes Nacionais de Educação para o Trânsito. O evento virtual teve ainda a participação de professores, pais, membros da Transalvador e figuras como Everaldo Valenga, coordenador de Educação do Denatran; Fábio Eon, representante da Unesco; e Cheila Lima, representante do Ministério da Saúde.

 

Victor Pavarino, assessor em Segurança Viária/Mobilidade Sustentável da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas/ONU), aproveitou a oportunidade para alertar às crianças que o trânsito é um lugar de se praticar o respeito. “Transitar é conviver, não é viver contra. É viver com as diferenças, que não vemos na rua, no trânsito e na vida. Aproveitem para aprender sobre esse laboratório humano que se chama o trânsito”, declarou.

 

Construção do futuro – A iniciativa faz parte da construção de novos paradigmas na área de educação para o trânsito da Transalvador. “Esse é um evento que pretende despertar novas estratégias e formas de trabalhar a partir das crianças, compreendendo a importância que elas têm dentro desse cenário compartilhado que é o trânsito. Entendemos ainda que elas têm direito de se colocar e que os gestores têm que estar dispostos a ouvi-las, permitindo assim a construção de um novo exercício da cidadania”, reforça Mirian Bastos, gerente de Educação para o Trânsito (Gedut) da Transalvador e coordenadora do evento.

 

O projeto Embaixadores(as) da Educação para o Trânsito é um desdobramento do Condutores do Futuro, projeto educacional mantido permanentemente pela Transalvador desde 2013, e marca o início da próxima década de ações educativas pela Segurança Viária.

 

Com o Condutores do Futuro, as equipes da Transalvador realizam palestras educativas em escolas públicas e privadas da capital baiana. Devido à pandemia, a atividade passou a ser realizada virtualmente. As escolas podem entrar em contato com a transalvadorgedut@gmail.com ou pelo telefone (71) 3202-9163.


 Fotos: Ascom/Transalvador

 


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑