Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 6 de julho de 2021

Salvador ganha mais uma unidade de coleta de recicláveis em Periperi



A redução dos impactos ambientais, a melhoria da qualidade de vida dos recicladores e o estímulo à economia circular em Salvador são alguns dos benefícios que se ampliam a partir desta quarta-feira (30), com a inauguração de mais uma Casa Soma, desta vez na Praça da Revolução, em Periperi. A inauguração contou com a presença da titular da Secretaria Municipal de Sustentabilidade e Resiliência (Secis), Edna França; do gestor da Prefeitura-Bairro Subúrbio/Ilhas, Marco Aurélio Guimarães; e demais atores envolvidos. 


Esse é o sexto contêiner para recebimento de resíduos recicláveis inaugurado em Salvador, por meio da parceria entre a Prefeitura e a startup SO+MA e com o patrocínio do Grupo Heineken no Brasil e Ifood. O projeto tem transformado a vida das pessoas, a exemplo da dona de casa Jorgina da Costa, de 63 anos, moradora do conjunto habitacional Guerreira Zeferina, que frequentemente entrega materiais na Casa Soma. 


A adesão de Jorgina à coleta seletiva se deu antes mesmo da parceria com a Prefeitura, há dois anos. Ao longo desse período, ela recebeu alimentos diversas vezes em troca do material reciclável e já ganhou uma cesta de natal pela assiduidade ao programa. 


“Eu sou muito grata porque, a partir daqui, eu consigo garantir a minha alimentação e a do meu neto, por meio da reciclagem. Mesmo nesta pandemia, a gente não passa dificuldade, porque eu sempre junto os materiais para trazer. Além de levar o alimento para casa, eu ainda ajudo a tirar os resíduos da rua”, conta ela, que já indicou a ação para outras pessoas da vizinhança. 


“Nós estamos retomando a coleta seletiva, em parceria com a startup SO+MA, com uma proposta muito positiva e unindo três pilares importantes: o social, o ambiental e o econômico, incentivando a economia circular. Com esse modelo, todos saem ganhando: as pessoas que doam os materiais, as cooperativas, as entidades sociais parceiras e o meio ambiente”, afirma a titular da Secis, Edna França.


Ela acrescenta que a mudança de hábitos exige o esforço de todos e ocorre de maneira gradativa. “É preciso querer transformar. Com o descarte de resíduos recicláveis também é assim. É preciso a gente, enquanto cidadão, querer ter a consciência da importância desse ato para o planeta, para a cidade que moramos. Salvador está avançando nessa agenda e dando condições para que todos os soteropolitanos possam melhorar sua maneira de se relacionar com os resíduos gerados pelo próprio ser humano, e a abertura das Casas Soma é exemplo disso". 


Retomada – A volta do recebimento de resíduos através dos contêineres das Casas Soma na cidade se deu no início deste mês, com a inauguração das unidades em Stella Maris, Ribeira e Paripe, além de Mussurunga e Iguatemi. Em julho, mais três estruturas serão entregues nos bairros do Imbuí, Pituba e Cajazeiras. Ao todo, até agosto, serão 12 Casas Soma na cidade. 


O objetivo do programa é construir e reforçar hábitos sustentáveis, estimulando a coleta seletiva de modo que promova a economia circular. Esse formato de estímulo à coleta seletiva oferece benefícios reais para atitudes socioambientais dos cidadãos, pois, com o descarte, a população acumula pontos e pode trocá-los por produtos ou serviços, como cursos profissionalizantes, descontos em serviço de transporte privado por aplicativo, descontos em produtos de comerciantes parceiros, alimentação básica e itens de higiene – auxílio importante, em especial, para pessoas em situações de vulnerabilidade durante o período de pandemia. 


Para Claudia Pires, fundadora da startup So+ma, o bairro de Periperi tem um significado muito especial. “Foi o local onde iniciamos o programa em 2019 e sabemos que este retorno ao bairro será importante no apoio às famílias que ficaram em situação de vulnerabilidade devido ao impacto do novo coronavírus na economia”, reforça. 


Jenivaldo Ribeiro, diretor administrativo da Cooperativa dos Agentes Ecológicos do Paraguary (Coperguary), avalia a parceria como satisfatória. “A partir da data em que começamos a fazer parte do programa, já recebemos muitos benefícios. Além dos pontos e recompensas para a comunidade, nós tivemos também maior geração de renda para os cooperados e estamos conseguindo contribuir para o principal, que é a preservação do meio ambiente, evitando que esses resíduos vão para os rios, para as praias e aterro sanitário”. 


Balanço – Desde o início da ação, o número de pessoas cadastradas já se aproxima de 3 mil, sendo que 792 desses participantes fizeram o cadastro após a parceria com a Prefeitura e inauguração das novas unidades. O total de resíduos recebidos desde o início do programa foi 8,5 mil kg. 


Podem ser doados materiais como plástico, vidro, alumínio, sucata de ferro, papel, papelão, produtos eletrônicos e eletrodomésticos inservíveis e óleo de cozinha, entre outros. As doações podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h. Aos sábados, a entrega ocorre no horário das 9h às 13h. 


Além da Casa Soma da Praça da Revolução, os demais equipamentos estão situados no estacionamento do Assaí Mussurunga, na Rua Professor Plínio Garcez de Sena; no estacionamento do Big Bompreço Iguatemi, na Avenida Antônio Carlos Magalhães; na Prefeitura-Bairro Subúrbio/Ilhas, na Rua Pará; na Praça de Stella Maris, na Alameda Praia de Guaratuba; e na Ribeira, no Largo do Papagaio.






0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑