Seja bem-vindo. Hoje é

sábado, 7 de agosto de 2021

Construção de barreiros garantem segurança hídrica e alimentar para agricultores familiares de Campo Formoso


 Cerca de 240 famílias de oito comunidades rurais do município de Campo Formoso, no território de identidade Piemonte Norte do Itapicuru, melhoraram o acesso à água após a construção de três barreiros. As tecnologias implantadas pelo Governo do Estado, por meio do projeto Pró-Semiárido, têm assegurado a segurança hídrica para as famílias manterem hortas, pomares e a criação de pequenos animais como caprinos, aves e suínos.


“A construção dos barreiros, além de possibilitar um aumento na capacidade de armazenamento de água, atenderá às expectativas de acréscimo da capacidade produtiva, associada a elementos que possibilitam potencializar a produção com a existência de sistema de irrigação, cobertura e vedação, para evitar a perda de água por evapotranspiração e infiltração”, explica a técnica em desenvolvimento produtivo do Pró-Semiárido, Telma Magalhães.



Dois barreiros, com capacidade média para armazenar 500 mil litros de água, foram construídos nas comunidades de Borda da Mata e Alagadiço e beneficiam diretamente cerca de 120 famílias dessas localidades e de comunidades circunvizinhas. A presidente da associação comunitária de Alagadiço, Davina Vieira Silva, fala como as tecnologias estão contribuindo para o fortalecimento da agricultura familiar na região: “Sobre o barreiro, antes não segurava água, aí, depois que foi forrado, segura. Está sendo muito proveitoso porque a gente está usando a água para molhar as hortas e as outras plantas do quintal. Para gente, foi muito produtivo porque a gente tá sabendo usar a água para a produção e, se precisar, até para os animais. Além desse barreiro nós temos outro barreiro maior, que foi feito também através do projeto Pró-Semiárido. Esse barreiro, no ano passado, foi o que sustentou, a população criou bastante peixes. O pessoal ia pescar e pegava de 30 a 40kg de peixe. Isso foi muito importante para as famílias”, exemplificou, Davina.


O barreiro maior, com capacidade para armazenar mais de 2 milhões de litros de água, forrado com lona, para evitar infiltração, e coberto com sombrite, para reduzir a evapotranspiração, está localizado na comunidade de Quina e contribui com a produção de cerca de 120 famílias dessa e das localidades do entorno. Para a presidente da associação da fazenda Quina, Damares Santos Silva de Lima, a instalação da tecnologia transformou a vida das agricultoras e dos agricultores. “Depois do barreiro, o acesso a água foi extremamente melhor porque só a cisterna não era suficiente para a família e para os animais. Então, a gente ficava dependendo do município para vir colocar água. Hoje, a pessoa já não se preocupa onde vai pegar sua água. Tem criatório de porcos na comunidade que pegam água para manejo lá {no barreiro], tem os caprinos e ainda para uso em suas próprias casas (lavar roupa, banho). Então, nos ajudou bastante”, enfatiza, Damares.


Além dos barreiros, as comunidades contam com equipamentos e estruturas para fortalecer a produção agrícola e pecuária, a exemplo de máquinas forrageiras, galinheiros e ensaios forrageiros agroecológicos. E contam também com Assessoramento Técnico Contínuo (ATC) do projeto do Governo do Estado por meio da parceria com o Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada (Irpaa).


O Pró-Semiárido é um projeto do Governo da Bahia, executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretara de Desenvolvimento Rural (SDR) com cofinanciamento do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida).



0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑