Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 13 de agosto de 2021

Dia do Combate à Poluição: empresas e profissionais investem em gestão ambiental


 Importância da pauta socioambiental tem crescido com o passar dos anos e papel da gestão ambiental aumenta nas organizações 


Comemorado neste 14 de agosto, o dia do Combate à Poluição busca alertar a população sobre o grave problema ambiental que enfrentamos e que medidas são possíveis para conter a degradação do nosso planeta. Pensando nesse cenário, a sustentabilidade está cada vez mais em evidência nos dias de hoje e empresas e profissionais estão buscando iniciativas de gestão ambiental para alinhar os lucros com o cuidado com o meio-ambiente. 


Leonardo Barros, fundador da EnviPRO, empresa que desenvolve cursos e treinamentos personalizados na área de Meio Ambiente, explica que a área ambiental é extremamente dinâmica e evolui na mesma velocidade dos problemas que o mundo enfrenta. 


“Para os profissionais, é extremamente importante se atualizar de forma contínua e estar preparado para os desafios que a área ambiental proporcional, tanto no desenvolvimento do que é conhecido como hard skills, como de soft skills, que são elementos bastantes buscados pelo mercado de trabalho”, conta. 


Ele adiciona ainda que, no caso das organizações, estar alinhado com propósitos, cultura e governança forte na área ambiental não se trata apenas um diferencial competitivo, mas de uma responsabilidade com a sociedade. “O tema da ESG (Environmental, Social, Governance) está cada vez mais em pauta e não poderia ser diferente. As cobranças por medidas efetivas socioambientais estão cada vez mais pulsantes nas empresas”, continua. 


Para ele, mudanças climáticas, desastres ambientais, pandemia e muitos outros fatores potencializam o entendimento por parte da sociedade da crise em que o planeta se encontra. “A pauta socioambiental vem sendo tratada de forma prioritária cada vez mais por parte das organizações, e até mesmo internalizadas na própria cultura empresarial”. 


Uma prova disso é a atuação da própria EnviPRO, que já formou mais de 4 mil alunos de todos os estados do Brasil e registra mais de 25 mil pessoas impactadas com os conteúdos.  


A EnviPRO é uma das iniciativas impactadas pela aceleradora de negócios Rede+. “A gente seleciona startups que estejam em estágio inicial com alto potencial e que precisem de um suporte de mentorias, de facilitação, de acesso ao mercado e a gente monta um plano específico de trabalho, que pode durar de 6 a 12 meses”, explica o fundador e CEO da Rede+, Rodrigo Paolilo. 


“Fizemos um trabalho de capitação de recursos para a EnviPRO, trouxemos investidor anjo e estamos na fase inicial da aceleração. A gente fez todo o planejamento de trabalho, de desenvolvimento de time, de produto”, conta.“Entendemos que a área de educação para sustentabilidade e meio ambiente é fundamental. As pessoas precisam conhecer mais disso e tem um mercado crescente de profissionais que carecem de educação mais estruturada, mais desenvolvida voltada às necessidades atuais desses mercados”, completa. 


Crescimento  


As perspectivas para o futuro são boas para a área, especialmente na Bahia, explica Leonardo. “Alinhar o desenvolvimento econômico com os pilares da sustentabilidade gera muita oportunidade de atuação. Com a retomada da economia se espera um forte crescimento por demanda ambiental para atender a todos esses empreendimentos, que devem seguir rígida legislação ambiental”. 


“A Bahia sempre atuou como pioneira em muitos aspectos de gestão ambiental. Temos um estado com um amplo território, detentor de três biomas e várias unidades de conservação e ecossistemas singulares. Uma grande complexibilidade ambiental que também faz muita interseção com aspectos culturais e de identidade muito fortes”, continua 


Outro ponto forte do estado é a grande extensão territorial, possibilitando identificar diversos nichos de atuação de acordo com a dinâmica socioeconômica da região. “Muitos esquecem, mas existe um mercado em plena ascensão no interior do estado. Seja no setor agropecuário ou industrial, a demanda por soluções ambientais é contínua”, completa o gestor. 


Fonte Rede+  


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑