Seja bem-vindo. Hoje é

sábado, 28 de agosto de 2021

Obras de recuperação do Museu Wanderley Pinho chegam a 93%


 Patrimônio histórico do Recôncavo Baiano, o Museu Wanderley Pinho, no município de Candeias, em breve voltará ao roteiro turístico da região. Cerca de 93% das intervenções no conjunto arquitetônico do século XVII, que engloba o casarão, a capela e o engenho de açúcar, estão concluídas. O atracadouro para acesso ao museu por via marítima já está pronto. 


O equipamento passa por recuperação da estrutura física e do acervo e terá receptivo náutico, restaurante, lojas e espaço para eventos, além de uma exposição permanente que vai contar a história da Bahia e do Brasil, a partir da colonização. 


A obra é executada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Turismo (Setur-BA), com investimento de R$ 27 milhões. Ela integra as ações do Prodetur na zona turística Baía de Todos-os-Santos, financiadas pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). 


O projeto foi apresentado pela Setur-BA, nesta semana, a dirigentes da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), da Associação de Empresas do Centro Industrial de Aratu (Procia), do Comitê de Fomento Industrial de Camaçari (Cofic) e do grupo Mubadala Capital, que visitaram as obras do museu. 


“Essa iniciativa do Governo do Estado é bem-vinda, já que mesmo com a forte atividade industrial no entorno do museu, é preciso criar alternativas que venham completar o perfil econômico da região, com grande potencial para o turismo”, disse o superintendente da Fieb, Vladson Menezes. 


Para o titular da Setur-BA, Maurício Bacelar, “mostrar o projeto ao segmento industrial , que tem um histórico importante de contribuições para a cultura e o turismo, foi mais um passo no compartilhamento de nossas ações com o setor produtivo”.


Fonte: Ascom/ Setur 

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑