Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 24 de setembro de 2021

Azulejos: diversas possibilidades de inovar na decoração



 Variados, inovadores e abertos a muitas possibilidades de uso. Assim são os azulejos, que atendem qualquer tipo de decoração e ambiente, por se tratarem de produtos de fácil manuseio e que se encaixam em qualquer espaço. As formas de utilização são diversas – como revestimento, como destaque em uma parede, combinados para produzir efeitos e designs diferenciados no ambiente e muitas outras. O fato é que, cada vez mais empregados, eles proporcionam maneiras de deixar o ambiente mais moderno, alegre e diferenciado. 



Os azulejos podem ser encontrados em diferentes formatos, como 10x10, 10x20 e 21x21, que atendem qualquer tipo de decoração e ambiente, como ressalta o gerente de qualidade da marca Tecnogres, produzida na Bahia pelo Grupo Fragnani, Edimário Jesus de Souza. 


“O azulejo é um velho conhecido dos revestimentos de parede. É muito usado em cozinhas, fachadas, saunas, áreas de serviço, piscinas, escritórios e banheiros, por ser lavável e de remoção fácil de sujeiras. No entanto, os azulejos têm decoração e acabamento diferenciado com um leve brilho, que deixa o visual com um toque especial e bem pessoal, sendo cada vez mais empregados em outros ambientes”, comenta. 



Edimário afirma que o céu é o limite para a composição dos azulejos, afinal, eles trazem muitas possibilidades, como uso de cores modernas, estampas desenhadas, além da utilização de peças diferentes como “quadros” ou faixas para destacar algumas áreas e trazer um elemento diferenciado na decoração. 


Um dos efeitos possíveis é ampliar o espaço, estendendo para as paredes o revestimento usado no piso, o que dá a sensação de continuidade. O gerente de qualidade da Tecnogres reforça, porém que é bom lembrar que pisos possuem uma maior capacidade de resistência a impactos, o que não ocorre com a maior parte dos revestimentos de parede.


“Ou seja, o piso, mesmo em formatos maiores, pode ser usado na parede, desde que respeitando a altura máxima de três metros, utilizando argamassa ACIII que tem um poder de ancoragem maior, seguindo a junta de expansão térmica indicada na embalagem e fazendo o assentamento correto. Os revestimentos, no entanto, não podem ser usados no chão”, ensina. 


Esse recurso da utilização do mesmo produto nas paredes e no piso confere ao ambiente o chamado “efeito caixa”, que dá aos ambientes uma real independência em relação aos demais espaços da casa, principalmente quando essa aplicação é exclusiva de apenas um ambiente do projeto.


“Os halls e corredores também se destacam quando revestidos do piso ao teto, assumindo assim o papel de elementos da decoração e gerando, com isso, diferentes noções de espaço. Por exemplo, o ‘efeito caixa’ pode ser aplicado em todo o cômodo ou reservado apenas à área de banho. Pensando em vida útil o efeito caixa pode se tonar um investimento bem econômico substituindo o gesso pelas cerâmicas 3D, com alto relevos e as manutenções de pinturas na parede”, aponta Edimário. 


Nas áreas úmidas, esse recurso de decoração pode ser empregado, por ser um produto impermeável com resistência a fungos e bolor, porém é importante saber se o produto atende as especificações técnicas. 


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑