Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 13 de outubro de 2021

12 aeronaves e um helicóptero auxiliam no combate aos incêndios florestais no interior baiano


 Em continuidade aos esforços para conter os incêndios florestais, a Secretaria do Meio Ambiente (Sema) e o Instituto Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), por intermédio da Operação Bahia Sem Fogo (BSF), formalizaram o reforço de mais duas aeronaves que auxiliarão no combate aos incêndios no município de Macaúbas.


Os dois aviões do modelo Air Tractor, ambos com capacidade de armazenamento de dois mil litros de água, se somam aos 10 que atualmente estão distribuídos nos seguintes municípios: dois em Barreiras, dois em Riachão das Neves, dois em Barra, dois em Ibotirama e dois atuando nos municípios de Livramento de Nossa Senhora e Rio de Contas.


Além das aeronaves, a operação inclui duas vans, dois veículos 4×4, um caminhão baú e um helicóptero do Grupamento Aéreo da Polícia Militar da Bahia (Graer).


No campo, o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA) atua com 192 combatentes que trabalham em conjunto com os brigadistas voluntários. Também 25 técnicos do Inema auxiliam na parte de campo e administrativa.


A secretária do Meio Ambiente, Márcia Telles, esclareceu que os incêndios são analisados diariamente juntamente com o comando geral do Corpo de Bombeiros, para avaliação do efetivo de cada área de atuação.


“Todos os dias, analisamos a situação de cada localidade e, depois de reunião conjunta com os órgãos do Governo do Estado que estão envolvidos e os bombeiros, avaliamos quais municípios necessitam de uma concentração maior nos esforços que contam com aeronaves e efetivo de pessoas combatendo os incêndios na linha de frente”, avaliou Telles.


Bahia Sem Fogo - Oeste

Foto: Divulgação/CBMBA

Ainda segundo a secretária, em junho deste ano, foi publicado a portaria Inema nº 23.465, que suspende a DQC (declaração de queima controlada) nos municípios que registraram, nos últimos 10 anos, maiores incidências de incêndios florestais na Bahia.


De acordo com o comandante-geral do CBMBA, coronel Adson Marchesini, o trabalho desenvolvido pelo programa Bahia sem Fogo é planejado por uma equipe multidisciplinar do Estado. “A atuação em cada local é feita baseada no relatório de campo das equipes que encontram-se atuando nos incêndios. Ouvimos o relato diário de cada grupo que está atuando e organizamos o próximo dia”, afirmou o comandante.


Ainda segundo Marchesini, o trabalho somente é possível porque é feito de maneira coordenada e integrada com todos os participantes da operação. O comandante também frisou que o Bahia Sem Fogo trabalha em parceria com a Sema, Inema, Defesa Civil e secretarias estaduais, além do apoio dos municípios, das lideranças locais, associações, brigadistas voluntários e o Prevfogo.


Trabalho dos bombeiros

Por volta das 5h, os bombeiros iniciam o dia por trilhas íngremes, terrenos com relevos variados e equipados com mochilas costais, abafadores, pás, foices e enxadas. Ao longo do percurso, eles constroem aceiros, para evitar que o fogo se alastre, e fazem o combate direto às chamas. Por terra, também orientam os pilotos das aeronaves nos lançamentos de água e no monitoramento.


Canais de denúncia

A qualquer sinal de incêndio, a população deve ligar para o 193. As denúncias de queimadas ilegais e outros crimes ambientais podem ser feitas pelo telefone 0800 071 1400.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑