Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 21 de outubro de 2021

Guarda Municipal aposta em atividades esportivas para redução do estresse



O guarda civil municipal Sidnei dos Anjos, de 32 anos, encontrou, dentro da própria instituição, uma chance de voltar a praticar o boxe, um esporte do qual sempre gostou, mas já havia cinco anos sem praticar. “Foi uma oportunidade para retomar a prática e, ao mesmo tempo, socializar com os companheiros. O treino tem sido muito bom e evolui a cada dia. Nós fazemos atividades externas, o professor às vezes traz esportistas convidados para treinar com a gente e eu percebo que o boxe tem trazido benefícios para o meu corpo e mente. Eu perdi peso e tenho bem-estar por estar praticando a atividade”, conta Anjos, que já está há 13 anos na Guarda Civil Municipal (GCM). 


Essa é apenas uma das 15 atividades oferecidas aos guardas pelo Centro de Valorização da GCM, com o objetivo de melhorar a saúde do servidor e de proporcionar um espaço lúdico, terapêutico e de integração. Vinculado à Gerência de Desenvolvimento Humano do órgão, o Centro de Valorização dispõe de aulas de yoga, boxe, fit dance, capoeira, karatê, treinamento funcional, futevôlei, futebol, jiu jitsu, forró, aikido, aido, natação e vôlei de praia.


Atualmente, cerca de 250 servidores participam das atividades, que começaram a ser disponibilizadas desde 2019. Algumas delas também são oferecidas aos familiares, a exemplo das aulas de karatê, destinadas também aos filhos dos agentes. 


Benefícios – O chefe do Centro de Valorização, Roberto Santos, elenca que a prática da atividade física fortalece o sistema imunológico do servidor, melhora a questão da autoestima, reduz o estresse, aumenta a disposição – o que impacta diretamente no aumento da produtividade –, contribui na relação interpessoal com os colegas e gera um sentimento de pertencimento em relação à instituição.


“Eu sempre ressalto aqui que a prática da atividade física reduz muito a incidência de doenças mentais. Portanto, funciona como uma terapia, sobretudo nesse período de pandemia”, destaca Santos. 


Uma média de 80% das atividades ocorre na sede do órgão e todos os instrutores são guardas municipais com formação em Educação Física ou experiência na modalidade. “Nós temos investido muito na ampliação das opções. Saímos de sete para 15, justamente para possibilitar que o servidor se encontre dentro de alguma das modalidades ofertadas”, completa o chefe do Centro.


Frequência – Em geral, as aulas têm duração de uma hora e ocorrem duas vezes na semana, de segunda a sexta-feira e no turno oposto ao de serviço.  As horas utilizadas nas atividades também podem ser contabilizadas para fins de renovação de porte de arma junto à Polícia Federal. Entre as mais procuradas estão a natação, com 120 alunos inscritos, e o futevôlei, com 30. 


“Eu tenho recebido feedbacks positivos e até sugestão de ampliação da frequência das atividades e das vagas. Estamos, inclusive, estudando a possibilidade de inserir o teatro e o tênis de mesa. Essas práticas são uma forma de lidar com o estresse comum ao nosso ambiente de trabalho”, finaliza Roberto Santos.

 Foto: Jefferson Peixoto/Secom


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑