Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 21 de outubro de 2021

Moda econômica e eficiente: É possível ter novos looks gastando o mínimo possível


 Especialista em imagem pessoal, Alessandra Lessa dá dicas de como aproveitar o que se tem no próprio guarda-roupa


Calças, vestidos, camisetas incontáveis. Não importa o tamanho do closet, a mulherada sempre acha que precisa de mais peças ou porque enjoou do que tem dentro do armário ou porque mudou de estilo e acredita que precisa mudar todo o guarda-roupa. Para a especialista em imagem pessoal, Alessandra Lessa, independentemente da necessidade, é possível sim aproveitar o que já se tem no próprio guarda-roupa gastando o mínimo possível.


“Não é porque a pessoa passou por uma mudança, seja de peso, cidade, estado civil, rotina, cargo ou profissão, por exemplo, que ela tem que se desfazer de tudo que já tem. Nesse momento, ter um pouco de conhecimento pode ajudá-la a aproveitar o máximo possível”, destaca a especialista, que traz na revitalização do armário, uma forma de o cliente perceber as peças multifuncionais para, assim, conseguir compor um guarda-roupa versátil, econômico e eficiente de acordo com a necessidade atual.


A administradora Maíra Azevedo já estava imaginando ter que gastar dinheiro com roupas novas quando se viu sem opção com o que tinha no armário. “De repente senti que eu estava sem roupa, cansada das que eu tinha e achava que precisava dar uma “geral” no guarda-roupa. Foi quando decidi fazer uma consultoria online e não só economizei, porque percebi que não precisei investir em roupas, e sim em acessórios, como também descobri o meu estilo”, conta a administradora, que não vê a hora de a pandemia acabar para colocar em prática as novas combinações sem medo de errar.



Assim como fez para auxiliar Maíra e outras clientes, Alessandra ensinou técnicas de organização, de acordo com cada perfil, com o propósito de estimular a criatividade e agilizar o ato de vestir. “Atualmente me sinto um pouco mais criativa e menos óbvia. E a qualquer hora, mais arrumada e pronta para sair”, garantiu a administradora.


Para mostrar que é possível ter um novo repertório visual gastando o mínimo possível, Alessandra Lessa separou algumas dicas de como revitalizar o armário. “Minha missão é ajudar, principalmente o público feminino, a transformar o ato diário do vestir numa terapia gostosa e motivante”, completa a consultora, cujo trabalho tem o objetivo ajudar mulheres a recuperar a autoestima.


Dicas


1 – Retiradas


Retire tudo o que está gasto, surrado, puído, rasgado, manchado, incluindo lingeries, meias, roupas de dormir, de academia, de ficar em casa, roupas que incomodem, que piniquem. Retire também sapatos que machucam; peças que não usa há muito tempo, que coordenam com uma única peça, peças múltiplas, de uso muito repetido. 


2 – Manutenção


Conserte as peças que estão sem uso, mas que com uma pequena reforma ficam novas. Fazer ajustes necessários como colocar um botão, diminuir manga, fechar decote, fazer a bainha ou trocar o saltinho do sapato. Cuidar da limpeza do seu acervo: acessórios que estão manchados e precisam de limpeza, peças de couro que precisam de hidratação, papa bolinha são alguns exemplos. 


3 – Seleção


Vista novamente cada peça e avalie o caimento, a modelagem, o estilo e se faça essas perguntas: ela valoriza as suas proporções corporais? Ela tem a ver com seu estilo? Ela cumpre as demandas da sua rotina de vida atual? Veste bem ou está muito curta ou muito cumprida, justa ou mais larga? Se você estivesse na loja hoje, compraria de novo?


4 – Organização


Desrotule suas peças e separe em: partes de cima, partes de baixo (peças únicas podem ficar junto da parte de baixo ou separado), *terceiras* peças podem vir junto da parte de cima ou separado. Exponha ao máximo suas peças, especialmente acessórios, como cintos, lenços bijouterias e joias. Divida o closet por cores e de acordo com o círculo cromático. Padronize os cabides e só pendure o que não deforma.


5 – Inventário


Faça um levantamento do seu acervo. Avalie as proporções de partes de cima e partes de baixo, contabilize suas peças estampadas e lisas, peças coloridas e neutras. Observe a paleta de cores, tecidos, modelagens. Tire foto do armário e monte uma planilha de quantidades. Liste os itens proibidos de serem comprados para evitar comprar em duplicidade.


Fonte Alessandra Lessa, Consultoria de Imagem Pessoal


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑