Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 27 de outubro de 2021

XII Jornada de Dança da Bahia celebra a experimentação artística


 XII Jornada de Dança da Bahia celebra a experimentação artística com programação diversa de espetáculos, oficinas e workshops

O evento, que acontece de forma presencial no Teatro Castro Alves de 11 a 15 de novembro, destaca espetáculos artísticos, workshop com a dançarina e educadora Lori Belilove (EUA) e o VIII Fórum de Educadores de Dança


Com presença consolidada no calendário artístico de Salvador, a Jornada de Dança da Bahia celebra sua 12ª edição entre os dias 11 e 15 de novembro, explorando o tema “Quem não experimentar, não entenderá copiando", frase da dançarina e coreógrafa Isadora Duncan (1877-1927). O evento, que é realizado pela Escola Contemporânea de Dança, sob a direção da dançarina Fátima Suarez, acontece no Teatro Castro Alves e Largo Terreiro De Jesus/Cruzeiro de São Francisco (Pelourinho), no formato presencial, mas com público reduzido e cumprindo os protocolos municipais e estaduais de combate à Covid-19 e respeitando os direitos de acessibilidade das pessoas com deficiência. Convidados da Bahia, de outros estados e também de outros países compõem uma programação de seis espetáculos e atividades formativas para artistas, professores, estudantes e todos os públicos da dança da Bahia.


Para Fatima Suarez, diretora do projeto, a possibilidade da Jornada de Dança voltar a acontecer presencialmente é uma oportunidade de reencontro de artistas de várias partes do Brasil e do Mundo, uma retomada de intercâmbios e oportunidades. “O aprendizado da dança precisa fundamentalmente de espaço para acontecer. Nada substitui a presença física e a liberdade de locomoção no espaço que a dança necessita. Será um lindo momento de reencontro e liberdade de expressão”, explica Fatima.



Na programação artística, serão realizados seis espetáculos, com destaque para “Verso e Reverso”, da Escola Contemporânea de Dança (BA) e Lori Belilove (EUA), dançarina e diretora artística da Isadora Duncan Dance Foundation; e para “Memória da Águas”, de João Perene (BA), que acontece no dia 11 de novembro, às 20h na sala principal do Teatro Castro Alves. No dia 12 de novembro, o público confere a Mostra INVEX Invente Experimente, que integra a programação da Jornada, reunindo 15 apresentações e coreografias de jovens talentos que foram selecionados através de uma convocatória, revelando novas faces da dança baiana e nacional. Já a programação pedagógica terá tanto oficinas de dança direcionadas para artistas, professores e estudantes de dança quanto bate-papos abertos ao público e o Workshop Internacional De Certificação na Técnica de Isadora Duncan da ECD, ministrado por Lori Belilove (EUA). Mais informações sobre a da XII Jornada de Dança da Bahia podem ser encontradas no site: www.jornadadedanca.com, assim como a programação geral que será divulgada em breve. 


Todo o conceito da Jornada de Dança da Bahia se desenrola ao redor dos ideais e da filosofia de Isadora Duncan (1877-1927), a principal precursora da dança moderna. A ligação com esta dançarina que revolucionou as artes cênicas é uma das marcas mais importantes da história da Jornada, e se revela em diversos aspectos técnicos e conceituais, permeando toda a programação. O tema deste ano, “Quem não experimentar, não entenderá copiando”, remete a filosofia da dançarina estadunidense e busca uma reflexão sobre a importância da experimentação. A pandemia trouxe inúmeros desafios às expressões artísticas e um deles é de como os professores podem ensinar dança virtualmente. “Embora as informações estejam ao alcance dos olhos, não basta ver, é preciso experimentar. O tema também traz essa reflexão sobre o que estamos fazendo com o que estamos assistindo: estamos entendendo?”, questiona Fátima Suarez.


PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA: a programação de seis espetáculos regionais, nacionais e internacionais inicia no dia 11 de novembro, às 20h, as obras “Verso e Reverso”, da Escola Contemporânea de Dança (BA) e Lori Belilove (EUA) e “Memória das Águas”, de João Perene (BA), Já no dia 12 de novembro, às 20h, é dia de assistir 15 apresentações da “Mostra INVEX Invente Experimente”, projeto já tradicional da Jornada de Dança que reúne coreografias de jovens talentos, revelando novas faces da dança baiana e nacional dos grupos que foram selecionados através de uma convocatória.  As apresentações dos dois dias acontecem no palco principal do Teatro Castro Alves, com valor e local da retirada dos ingressos a ser definido e divulgado no site. 


No dia 13 de novembro, às 20h, é dia para conhecer mais da cena de dança do nordeste com os espetáculos “Abaixo do Equador”, de Sérgio Galdino (PE) e “Querendo...”, coreografia de Henrique Rodovalho, do grupo Entre Nós (RN). Já no dia 14 de novembro, às 18h, haverá apresentações dos espetáculos “Fulaninhas'4",  do Grupo X de Improvisação em Dança (BA) e “Ah, se eu fosse Marilyn”, de Edu O. (BA).  As apresentações acontecem na Sala do Coro, do complexo Teatro Castro Alves, com valor e local da retirada dos ingressos a ser definido e divulgado no site. No dia de encerramento da Jornada, no dia 15 de novembro, acontece às 16h30, gratuitamente e ao ar livre, no Largo Terreiro De Jesus/Cruzeiro de São Francisco (Pelourinho), uma cena coreográfica que mostrará os resultados da Residência Artística em Dança ministrada entre os dias 11 e 14 de novembro por Mônica Lira (PE), dançarina, coreógrafa e fundadora do Grupo Experimental.



FÓRUM DE EDUCADORES DE DANÇA: pelo oitavo ano a Jornada de Dança da Bahia realiza o Fórum de Educadores de Dança, que realiza um intercâmbio de experiências vividas em diferentes contextos, mas conectadas pelo interesse de se abranger repertórios diversos, questionar paradigmas, aprofundar o conhecimento e qualificar a prática. Na programação, estão oficinas, reservadas aos participantes inscritos, e bate-papos abertos ao público. Neste ano, quatro profissionais convidados compartilham seus conhecimentos: Sérgio Galdino (PE), Edileuza Santos (BA), Paola Bartolo (SP) e Andrea Raw (RJ). Profissionais de diversas origens do campo da dança, selecionados ao longo dos processos mantidos por todo o ano, participam desta ação, que é integralmente gratuita.


No dia 12 de novembro, a psicóloga e educadora Gisela Tapioca (BA) vai mediar o bate-papo "Quem não experimentar, não entenderá copiando", com Mônica Lira (PE), Edu O . (BA) e Mayana Magalhães (CHINA/BA). Já no dia 13 de novembro, a coreógrafa e professora Lia Robatto (BA) mediará a conversa "Dança, Literatura e Memória", com  Eliana Pedroso (BA), Jorge Silva (BA)  e Farid Rocha (RJ). Ambos acontecem gratuitamente a partir das 16h30 na Sala do Coro do TCA.


RESIDÊNCIA ARTÍSTICA E WORKSHOP: com participantes selecionados em ações contínuas realizadas pela Jornada, 20 dançarinos participam de uma Residência Artística com Mônica Lira (PE), dançarina, coreógrafa e fundadora do Grupo Experimental, entre os dias 11 e 14 de novembro. Já durante todos os dias do evento, entre 11 e 15 de novembro, será realizado o Workshop com a técnica de Isadora Duncan, ministrado por Lori Belilove, dançarina estadunidense e diretora artística da Isadora Duncan Dance Foundation. O workshop é aberto ao público (40 vagas) e custa R$225 reais. As inscrições estão abertas e podem ser feitas através do site Sympla (https://bit.ly/workshopjornada2021).


A XII Jornada de Dança da Bahia tem patrocínio da Termonorte, através da Lei de Incentivo à Cultura, com produção do Mantra Centro de Dança e realização da Escola Contemporânea de Dança e da Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.


SOBRE A JORNADA: Criada em 2005, a JORNADA DE DANÇA DA BAHIA é um encontro focado na relação entre dança e educação, realizado pela Escola Contemporânea de Dança, sob a coordenação da dançarina Fatima Suarez. Sua programação agrega o Fórum de Educadores de Dança, ação continuada voltada à reflexão sobre o ensino da dança na Bahia e no Brasil, e a Formação Itinerante de Professores de Dança, que ao longo de 13 anos capacitou mais de 1.600 jovens profissionais e educadores. A JORNADA DE DANÇA DA BAHIA busca favorecer o intercâmbio, provocando a difusão de práticas artístico-pedagógicas e incentivando a discussão e a pesquisa. É um evento interessado no artista/professor/aluno e em como estabelecer conexões inventivas entre estes, tendo como pontos de apoio o aprimoramento técnico, o incentivo à criação e as observações e opiniões em torno de propostas com variadas metodologias.


SERVIÇO | XII JORNADA DE DANÇA DA BAHIA


PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA:



O valor e local de retirada dos ingressos serão divulgados em breve no site www.jornadadedanca.com*

Todos os locais têm acessibilidade de acesso, além de Audiodescrição para os espetáculos e interpretação em LIBRAS nos bate-papos


11/NOV (QUI) | “Verso e Reverso”, da Escola Contemporânea de Dança (BA) e Lori Belilove (EUA) e “Memória das Águas”, de João Perene (BA).


Horário: 20h


Local: Sala Principal do Teatro Castro Alves


acesso com ingresso*




12/NOV (SEX) |Mosta INVEX Invente Experimente - 15 coreografias dos grupos selecionados através da convocatória de jovens coreógrafos da Bahia e do Brasil 


Horário: 20h


Local: Sala Principal do Teatro Castro Alves


acesso com ingresso*



13/NOV (SAB)| “Abaixo do Equador”, de Sérgio Galdino (PE) e “Querendo...”, coreografia de Henrique Rodovalho, do grupo Entre Nós (RN)


Horário: 20h


Local: Sala do Coro do TCA


acesso com ingresso*



14/NOV (DOM)|  “Fulaninhas'4",  do Grupo X de Improvisação em Dança (BA) e “Ah, se eu fosse Marilyn”, de Edu O. (BA)


Horário: 18h


Local: Sala do Coro do TCA


acesso com ingresso*



15/NOV (SEG) | Resultado da Residência Artística de Mônica Lira (PE) | Cenas coreográficas


Horário: 16h30


Local: Largo Terreiro De Jesus/Cruzeiro de São Francisco (Pelourinho)


Gratuito



ATIVIDADES DE FORMAÇÃO EM DANÇA



11 a 14/NOV | Residência Artística com Mônica Lira (PE)


Horário: 14h às 17h30


Para participantes selecionados


Gratuito



12 a 15/NOV | Workshop de Certificação na Técnica de Isadora Duncan ECD, ministrado por Lori Belilove (EUA) e Fátima Suarez (BA).


Horário: 14h às 16h30


Valor: R$ 225


Inscrições abertas no site: https://bit.ly/workshopjornada2021 



VIII FÓRUM DE EDUCADORES DE DANÇA



12 e 13/NOV



Oficina "Dança de Expressão Negra – Um Novo Olhar sobre o Tambor", com Edileuza Santos


Horário: 09h às 11h30


Local: Piso A e Piso C do Teatro Castro Alves


Para participantes selecionados


Gratuito


12 e 13/NOV


Oficina “Estudos e práticas pedagógicas na dança Infantil”, com Paola Bartolo


Horário: 09h às 11h30


Local: Piso A e Piso C do Teatro Castro Alves


Para participantes selecionados 


Gratuito



13/NOV (SAB) | Bate-papo “Dança, Literatura e Memória”,  com  Eliana Pedroso (BA), Jorge Silva (BA)  e Farid Rocha (RJ)


Mediadora: Lia Robatto (BA)


Horário: 16h30 às 18h30


Local: Sala do Coro do TCA


Gratuito, aberto ao público, com acesso sem ingresso, sujeito a lotação do espaço.



14 e 15/NOV 


Oficina "Dança Moderna - Alfabetização Corporal e Fundamentos de Lester Horton para Professores", com Andrea Raw


Horário: 09h às 11h30


Local: Piso A e Piso C do Teatro Castro Alves


Para participantes selecionados


Gratuito



14 e 15/NOV 


Oficina "Corpo Cênico, com Sérgio Galdino" (PE)


Horário: 10h às 11h30


Local: Piso A e Piso C do Teatro Castro Alves


Para participantes selecionados


Gratuito



12/NOV (SEX) | Bate-papo “Quem não experimentar, não aprenderá copiando” com Mônica Lira(PE), Edu O.(BA) e Mayana Magalhães(CHINA/BA)


Mediadora: Gisela Tapioca(BA)XII Jornada de Dança da Bahia celebra a experimentação artística com programação diversa de espetáculos, oficinas e workshops

O evento, que acontece de forma presencial no Teatro Castro Alves de 11 a 15 de novembro, destaca espetáculos artísticos, workshop com a dançarina e educadora Lori Belilove (EUA) e o VIII Fórum de Educadores de Dança


Com presença consolidada no calendário artístico de Salvador, a Jornada de Dança da Bahia celebra sua 12ª edição entre os dias 11 e 15 de novembro, explorando o tema “Quem não experimentar, não entenderá copiando", frase da dançarina e coreógrafa Isadora Duncan (1877-1927). O evento, que é realizado pela Escola Contemporânea de Dança, sob a direção da dançarina Fátima Suarez, acontece no Teatro Castro Alves e Largo Terreiro De Jesus/Cruzeiro de São Francisco (Pelourinho), no formato presencial, mas com público reduzido e cumprindo os protocolos municipais e estaduais de combate à Covid-19 e respeitando os direitos de acessibilidade das pessoas com deficiência. Convidados da Bahia, de outros estados e também de outros países compõem uma programação de seis espetáculos e atividades formativas para artistas, professores, estudantes e todos os públicos da dança da Bahia.


Para Fatima Suarez, diretora do projeto, a possibilidade da Jornada de Dança voltar a acontecer presencialmente é uma oportunidade de reencontro de artistas de várias partes do Brasil e do Mundo, uma retomada de intercâmbios e oportunidades. “O aprendizado da dança precisa fundamentalmente de espaço para acontecer. Nada substitui a presença física e a liberdade de locomoção no espaço que a dança necessita. Será um lindo momento de reencontro e liberdade de expressão”, explica Fatima.


Na programação artística, serão realizados seis espetáculos, com destaque para “Verso e Reverso”, da Escola Contemporânea de Dança (BA) e Lori Belilove (EUA), dançarina e diretora artística da Isadora Duncan Dance Foundation; e para “Memória da Águas”, de João Perene (BA), que acontece no dia 11 de novembro, às 20h na sala principal do Teatro Castro Alves. No dia 12 de novembro, o público confere a Mostra INVEX Invente Experimente, que integra a programação da Jornada, reunindo 15 apresentações e coreografias de jovens talentos que foram selecionados através de uma convocatória, revelando novas faces da dança baiana e nacional. Já a programação pedagógica terá tanto oficinas de dança direcionadas para artistas, professores e estudantes de dança quanto bate-papos abertos ao público e o Workshop Internacional De Certificação na Técnica de Isadora Duncan da ECD, ministrado por Lori Belilove (EUA). Mais informações sobre a da XII Jornada de Dança da Bahia podem ser encontradas no site: www.jornadadedanca.com, assim como a programação geral que será divulgada em breve. 


Todo o conceito da Jornada de Dança da Bahia se desenrola ao redor dos ideais e da filosofia de Isadora Duncan (1877-1927), a principal precursora da dança moderna. A ligação com esta dançarina que revolucionou as artes cênicas é uma das marcas mais importantes da história da Jornada, e se revela em diversos aspectos técnicos e conceituais, permeando toda a programação. O tema deste ano, “Quem não experimentar, não entenderá copiando”, remete a filosofia da dançarina estadunidense e busca uma reflexão sobre a importância da experimentação. A pandemia trouxe inúmeros desafios às expressões artísticas e um deles é de como os professores podem ensinar dança virtualmente. “Embora as informações estejam ao alcance dos olhos, não basta ver, é preciso experimentar. O tema também traz essa reflexão sobre o que estamos fazendo com o que estamos assistindo: estamos entendendo?”, questiona Fátima Suarez.


PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA: a programação de seis espetáculos regionais, nacionais e internacionais inicia no dia 11 de novembro, às 20h, as obras “Verso e Reverso”, da Escola Contemporânea de Dança (BA) e Lori Belilove (EUA) e “Memória das Águas”, de João Perene (BA), Já no dia 12 de novembro, às 20h, é dia de assistir 15 apresentações da “Mostra INVEX Invente Experimente”, projeto já tradicional da Jornada de Dança que reúne coreografias de jovens talentos, revelando novas faces da dança baiana e nacional dos grupos que foram selecionados através de uma convocatória.  As apresentações dos dois dias acontecem no palco principal do Teatro Castro Alves, com valor e local da retirada dos ingressos a ser definido e divulgado no site. 


No dia 13 de novembro, às 20h, é dia para conhecer mais da cena de dança do nordeste com os espetáculos “Abaixo do Equador”, de Sérgio Galdino (PE) e “Querendo...”, coreografia de Henrique Rodovalho, do grupo Entre Nós (RN). Já no dia 14 de novembro, às 18h, haverá apresentações dos espetáculos “Fulaninhas'4",  do Grupo X de Improvisação em Dança (BA) e “Ah, se eu fosse Marilyn”, de Edu O. (BA).  As apresentações acontecem na Sala do Coro, do complexo Teatro Castro Alves, com valor e local da retirada dos ingressos a ser definido e divulgado no site. No dia de encerramento da Jornada, no dia 15 de novembro, acontece às 16h30, gratuitamente e ao ar livre, no Largo Terreiro De Jesus/Cruzeiro de São Francisco (Pelourinho), uma cena coreográfica que mostrará os resultados da Residência Artística em Dança ministrada entre os dias 11 e 14 de novembro por Mônica Lira (PE), dançarina, coreógrafa e fundadora do Grupo Experimental.


FÓRUM DE EDUCADORES DE DANÇA: pelo oitavo ano a Jornada de Dança da Bahia realiza o Fórum de Educadores de Dança, que realiza um intercâmbio de experiências vividas em diferentes contextos, mas conectadas pelo interesse de se abranger repertórios diversos, questionar paradigmas, aprofundar o conhecimento e qualificar a prática. Na programação, estão oficinas, reservadas aos participantes inscritos, e bate-papos abertos ao público. Neste ano, quatro profissionais convidados compartilham seus conhecimentos: Sérgio Galdino (PE), Edileuza Santos (BA), Paola Bartolo (SP) e Andrea Raw (RJ). Profissionais de diversas origens do campo da dança, selecionados ao longo dos processos mantidos por todo o ano, participam desta ação, que é integralmente gratuita.


No dia 12 de novembro, a psicóloga e educadora Gisela Tapioca (BA) vai mediar o bate-papo "Quem não experimentar, não entenderá copiando", com Mônica Lira (PE), Edu O . (BA) e Mayana Magalhães (CHINA/BA). Já no dia 13 de novembro, a coreógrafa e professora Lia Robatto (BA) mediará a conversa "Dança, Literatura e Memória", com  Eliana Pedroso (BA), Jorge Silva (BA)  e Farid Rocha (RJ). Ambos acontecem gratuitamente a partir das 16h30 na Sala do Coro do TCA.


RESIDÊNCIA ARTÍSTICA E WORKSHOP: com participantes selecionados em ações contínuas realizadas pela Jornada, 20 dançarinos participam de uma Residência Artística com Mônica Lira (PE), dançarina, coreógrafa e fundadora do Grupo Experimental, entre os dias 11 e 14 de novembro. Já durante todos os dias do evento, entre 11 e 15 de novembro, será realizado o Workshop com a técnica de Isadora Duncan, ministrado por Lori Belilove, dançarina estadunidense e diretora artística da Isadora Duncan Dance Foundation. O workshop é aberto ao público (40 vagas) e custa R$225 reais. As inscrições estão abertas e podem ser feitas através do site Sympla (https://bit.ly/workshopjornada2021).


A XII Jornada de Dança da Bahia tem patrocínio da Termonorte, através da Lei de Incentivo à Cultura, com produção do Mantra Centro de Dança e realização da Escola Contemporânea de Dança e da Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.


SOBRE A JORNADA: Criada em 2005, a JORNADA DE DANÇA DA BAHIA é um encontro focado na relação entre dança e educação, realizado pela Escola Contemporânea de Dança, sob a coordenação da dançarina Fatima Suarez. Sua programação agrega o Fórum de Educadores de Dança, ação continuada voltada à reflexão sobre o ensino da dança na Bahia e no Brasil, e a Formação Itinerante de Professores de Dança, que ao longo de 13 anos capacitou mais de 1.600 jovens profissionais e educadores. A JORNADA DE DANÇA DA BAHIA busca favorecer o intercâmbio, provocando a difusão de práticas artístico-pedagógicas e incentivando a discussão e a pesquisa. É um evento interessado no artista/professor/aluno e em como estabelecer conexões inventivas entre estes, tendo como pontos de apoio o aprimoramento técnico, o incentivo à criação e as observações e opiniões em torno de propostas com variadas metodologias.


SERVIÇO | XII JORNADA DE DANÇA DA BAHIA


PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA:



O valor e local de retirada dos ingressos serão divulgados em breve no site www.jornadadedanca.com*

Todos os locais têm acessibilidade de acesso, além de Audiodescrição para os espetáculos e interpretação em LIBRAS nos bate-papos


11/NOV (QUI) | “Verso e Reverso”, da Escola Contemporânea de Dança (BA) e Lori Belilove (EUA) e “Memória das Águas”, de João Perene (BA).


Horário: 20h


Local: Sala Principal do Teatro Castro Alves


acesso com ingresso*




12/NOV (SEX) |Mosta INVEX Invente Experimente - 15 coreografias dos grupos selecionados através da convocatória de jovens coreógrafos da Bahia e do Brasil 


Horário: 20h


Local: Sala Principal do Teatro Castro Alves


acesso com ingresso*



13/NOV (SAB)| “Abaixo do Equador”, de Sérgio Galdino (PE) e “Querendo...”, coreografia de Henrique Rodovalho, do grupo Entre Nós (RN)


Horário: 20h


Local: Sala do Coro do TCA


acesso com ingresso*



14/NOV (DOM)|  “Fulaninhas'4",  do Grupo X de Improvisação em Dança (BA) e “Ah, se eu fosse Marilyn”, de Edu O. (BA)


Horário: 18h


Local: Sala do Coro do TCA


acesso com ingresso*



15/NOV (SEG) | Resultado da Residência Artística de Mônica Lira (PE) | Cenas coreográficas


Horário: 16h30


Local: Largo Terreiro De Jesus/Cruzeiro de São Francisco (Pelourinho)


Gratuito



ATIVIDADES DE FORMAÇÃO EM DANÇA



11 a 14/NOV | Residência Artística com Mônica Lira (PE)


Horário: 14h às 17h30


Para participantes selecionados


Gratuito



12 a 15/NOV | Workshop de Certificação na Técnica de Isadora Duncan ECD, ministrado por Lori Belilove (EUA) e Fátima Suarez (BA).


Horário: 14h às 16h30


Valor: R$ 225


Inscrições abertas no site: https://bit.ly/workshopjornada2021 



VIII FÓRUM DE EDUCADORES DE DANÇA



12 e 13/NOV



Oficina "Dança de Expressão Negra – Um Novo Olhar sobre o Tambor", com Edileuza Santos


Horário: 09h às 11h30


Local: Piso A e Piso C do Teatro Castro Alves


Para participantes selecionados


Gratuito


12 e 13/NOV


Oficina “Estudos e práticas pedagógicas na dança Infantil”, com Paola Bartolo


Horário: 09h às 11h30


Local: Piso A e Piso C do Teatro Castro Alves


Para participantes selecionados 


Gratuito



13/NOV (SAB) | Bate-papo “Dança, Literatura e Memória”,  com  Eliana Pedroso (BA), Jorge Silva (BA)  e Farid Rocha (RJ)


Mediadora: Lia Robatto (BA)


Horário: 16h30 às 18h30


Local: Sala do Coro do TCA


Gratuito, aberto ao público, com acesso sem ingresso, sujeito a lotação do espaço.



14 e 15/NOV 


Oficina "Dança Moderna - Alfabetização Corporal e Fundamentos de Lester Horton para Professores", com Andrea Raw


Horário: 09h às 11h30


Local: Piso A e Piso C do Teatro Castro Alves


Para participantes selecionados


Gratuito



14 e 15/NOV 


Oficina "Corpo Cênico, com Sérgio Galdino" (PE)


Horário: 10h às 11h30


Local: Piso A e Piso C do Teatro Castro Alves


Para participantes selecionados


Gratuito



12/NOV (SEX) | Bate-papo “Quem não experimentar, não aprenderá copiando” com Mônica Lira(PE), Edu O.(BA) e Mayana Magalhães(CHINA/BA)


Mediadora: Gisela Tapioca(BA)


Horário: 16h30 às 18h30


Local: Sala do Coro do TCA


Gratuito, aberto ao público, com acesso sem ingresso, sujeito a lotação do espaço.



Horário: 16h30 às 18h30


Local: Sala do Coro do TCA


Gratuito, aberto ao público, com acesso sem ingresso, sujeito a lotação do espaço.


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑