Seja bem-vindo. Hoje é

domingo, 21 de novembro de 2021

Novembro Azul: Exames genéticos auxiliam no diagnóstico precoce de câncer de próstata


 Mais de 65 mil casos devem ser identificados até o final de 2022 de acordo com o INCA 


Até o final de 2021, mais de 65 mil homens serão diagnosticados com câncer de próstata de acordo com estimativas do Instituto Nacional do Câncer (INCA). A doença é o tipo mais comum de câncer entre a população masculina, excluindo-se o câncer de pele não melanoma, e representa 29% dos diagnósticos da doença no país. Por isso, durante o Novembro Azul, diversas instituições alertam sobre a importância do diagnóstico precoce.   


De acordo com a drª Thamara Melo, oncologista clínica e especialista em oncogenética, o câncer pode surgir de forma adquirida pela exposição ambiental a agentes carcinogênicos ao longo da vida ou, em menor escala, de forma hereditária. “Nestes casos, a doença nestas famílias pode estar relacionada a uma síndrome de predisposição para o câncer hereditário”, afirma. 

 


Identificação 


Nestes casos, os testes genéticos podem auxiliar a identificação de indivíduos portadores de mutação em genes de maior risco para o câncer de próstata, bem como outros cânceres associados como mama-ovário-pâncreas-próstata. “Através da realização de painéis genéticos, variantes podem ser identificadas em pacientes assintomáticos, possibilitando diagnóstico de lesões pré-malignas e lesões malignas em fases iniciais da doença, conduzindo as indicações para abordagem curativa da doença”, explica a médica.   


  

Redução de risco 


Ainda de acordo com ela, os testes genéticos podem auxiliar como meio diagnóstico, identificando pacientes e familiares portadores de síndromes de predisposição ao câncer hereditário. “O encontro de variantes patogênicas nestes indivíduos ou famílias pode estabelecer melhores condutas para redução de risco para o câncer, com deliberação de indicação para tratamento que inclua quimioprevenção e abordagens cirúrgicas para redução de risco”, elucida. “Por fim, algumas destas mutações encontradas, auxiliam na seleção de esquemas terapêuticos que resultam em maior sobrevida livre de progressão do câncer e aumento da sobrevida global, mesmo para pacientes com doença avançada”, completa. 


  


Aconselhamento 


O DNA laboratório realiza aconselhamento genético, com equipe médica auxiliando no diagnóstico clínico das síndromes de predisposição hereditária para o câncer e na escolha do painel multigenes mais indicado para orientação diagnóstica.   

 


Quando esses exames são indicados? 


De acordo com a oncologista, no caso de famílias com parentes de primeiro grau com câncer de próstata, especialmente quando o câncer é encontrado em idades jovens, há maior risco para o câncer de próstata entre os seus descendentes. O risco de também é elevado em homens afrodescendentes e em casos de pacientes com histórico familiar de câncer de mama abaixo dos 50 anos, câncer de ovário em qualquer idade ou câncer de pâncreas em qualquer idade. 


 


“Indivíduos com histórico pessoal de câncer de próstata metastático em qualquer idade ou que tenham subtipo histológico intraductal ou cribriforme também têm indicação de avaliação para teste genético. Ainda indicamos no caso de pacientes descendentes de judeus ashkenazi”, elenca.  


  


Sinais de alerta 


Em fases iniciais da doença o câncer de próstata pode ser assintomático. À medida que a doença evolui, se tornam perceptíveis sintomas como: dor ou ardor ao urinar, sangramento na urina, dificuldade para evacuar ou esvaziar a bexiga e dor óssea podem ocorrer e devem servir de alerta para avaliação médica. 


 


 

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑