Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 7 de dezembro de 2021

BTCA apresenta remontagem do espetáculo ‘Lub Dub’ na Sala do Coro


 O Balé Teatro Castro Alves (BTCA) apresenta, nesta quinta (9) e sexta-feira (10), a remontagem do espetáculo ‘Lub Dub’, grande sucesso do repertório mais recente da companhia de dança pública da Bahia. As duas sessões ocorrem na Sala do Coro do Teatro Castro Alves (TCA), às 20h. A apresentação faz parte do calendário de comemorações do aniversário de 40 anos do BTCA, completados no mês de abril. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) e podem ser adquiridos na plataforma Sympla.


‘Lub Dub’ estreou em 2017 e foi considerado um dos 10 espetáculos de dança fundamentais daquele ano pela Revista Bravo!. Com uma bem-sucedida circulação em diversos estados e festivais do Brasil, a obra realizou as primeiras apresentações fora do país em 2019, na Colômbia – na capital Bogotá, dentro da Mostra Brasileira de Dança, e na cidade de Cali, onde integrou a 4ª Bienal de Danza de Cali.


Criada pelo dançarino, coreógrafo e compositor sul-coreano Jae Duk Kim, a coreografia percussiva é uma intensa alternância de movimentos de tração e estremecimento, dinamismo e relaxamento, ritual e contemporâneo. Os dançarinos têm a percussão como motivação sonora e física. A estrutura coreográfica se desenvolve pelas características peculiares do coreógrafo: ele oscila do silêncio absoluto à vertigem, em questão de instantes, sempre em estreita relação com a trilha sonora.


O curioso nome do espetáculo é uma referência ao som das batidas do coração. Para a medicina, os dois primeiros (ou principais) sons cardíacos são denominados ‘lub’ e ‘dub’, que representam a bolha produzida pela abertura e fechamento das válvulas que permitem a passagem do sangue. Assim, a obra é uma metáfora sobre a vida, sobre a própria humanidade e sua energia vital, que motiva e sustenta o movimento do corpo: o corpo que pulsa, medita, protesta e luta.


BTCA

Companhia pública de dança contemporânea fundada em 1981, o BTCA tem direção artística de Ana Paula Bouzas e é um corpo artístico estável do TCA, vinculado à Fundação Cultural do Estado (Funceb) e à Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA). Possui no repertório com mais de 100 montagens de importantes coreógrafos. Na história recente da companhia, destacam-se ‘Lub Dub’ (2017), ‘Urbis in Motus’ (2017), ‘Tamanho Único’ (2018), ‘CHAMA: Coreografia para artistas incendiárixs’ (2018) e ‘A História do Soldado’ (2019), esta em parceria com a Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba).


Em 2020, em meio à pandemia da Covid-19, BTCA e Osba mais uma vez se conectaram para promover colaborações artísticas em parceria, estreando seis criações inéditas encenadas e transmitidas ao vivo pela internet e TVE Bahia, dentro do projeto ‘Voltando aos Palcos’.


Fonte: Ascom/TCA

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑