Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 13 de janeiro de 2022

O verão pode aumentar o incômodo do suor excessivo



O verão pode aumentar o incômodo do suor excessivo


 verão, as altas temperaturas tendem a aumentar o incômodo de quem sofre com hiperidrose, condição que é classificada como sudorese excessiva e ocorre em decorrência da hiperestimulação das glândulas sudoríparas. Essas pessoas podem recorrer ao tratamento, com o objetivo de aproveitar com mais conforto a alta estação. 


De acordo com o diretor médico da Clínica de Tratamento do Suor (CTS), Dr. Sandro Fabricio Oliveira, a hiperidrose pode decorrer de diferentes causas, como fatores hereditários, emocionais ou doenças, e afetar algumas regiões do corpo, como axilas, palmas das mãos, rosto, cabeça e plantas dos pés.


“Em geral, a hiperidrose pode se apresentar em dois tipos, primária focal ou secundária generalizada. A primária pode aparecer na infância ou adolescência, geralmente, nas mãos, axilas, pés, cabeça ou rosto, e normalmente, há mais pessoas na mesma família com o mesmo problema. Já a secundária generalizada é causada por uma condição médica, pelo efeito colateral de uma medicação ou por uma questão psicológica. E nestes casos, as pessoas suam em todas as áreas do corpo ou em regiões incomuns, inclusive durante o sono”, explica. 


Conforme levantamento feito pelo Instituto Ipsos em 2013, aproximadamente 10% da população brasileira sofre de hiperidrose. Já a Sociedade Brasileira de Dermatologia estima que a condição primária afeta de 2% a 3% da população, no entanto menos de 40% dos pacientes com essa condição consultam um médico.


Segundo o especialista, durante o verão, a condição pode ser agravada se a pessoa estiver exposta a altas temperaturas. “Por isso, é sempre bom lembrar que o que caracteriza o suor excessivo é a pessoa suar mesmo parada e independente da temperatura do ambiente", ressalta Dr. Rodrigo Maia. 


A hiperidrose pode ainda prejudicar a vida social de quem sofre com o problema, porque a condição é muitas vezes associada à falta de higiene. “O período do verão é um incentivo para que as pessoas interajam mais, no entanto quem tem hiperidrose pode se sentir inseguro e incomodado especialmente se a condição afetar sua autoconfiança e autoestima, fazendo com que evite contato físico”, explica. 


Tratamento

Existe a opção do tratamento com a Simpatectomia, uma cirurgia rápida e com resultados permanentes, podendo reduzir ou eliminar a produção de suor em áreas como as palmas das mãos, axilas, pés e rosto para o resto da vida. Além disso, a medida trata o problema de forma minimamente invasiva, com segurança, cicatriz discreta e rápido retorno à rotina. 


“Com este procedimento, é feito um bloqueio no nervo que transmite o estímulo à glândula sudorípara, desligando o sinal que avisa ao corpo para suar excessivamente. Por se tratar de um procedimento minimamente invasivo, quem sofre com o suor em excesso pode tratar a condição em tempo de aproveitar o verão”, destaca Dr. Marcelo Pato.


Para quem sofria com o problema, como Mailson Muniz, a Simpatectomia representou a oportunidade de voltar a hábitos muito comuns, como usar camisa de manga. Após o procedimento, Mailson conseguiu ter de volta sua qualidade de vida, e teve sua autoestima recuperada. 


“Só tenho a agradecer à CTS e toda a sua equipe. Eu passei minha adolescência e vida adulta sofrendo desse mal, me privava de usar camisa de manga, até o momento em que procurei a Clínica, fiz a consulta, e após a realização de alguns exames, confirmamos que eu tinha indicação para esse procedimento cirúrgico. Após ele, me deparei com resultado eficaz. Recomendo a todos que sofrem com esse problema, que façam a consulta e, se precisarem da cirurgia, saibam que o resultado é eficaz”, destaca.  


Diego Costa também recuperou sua autoestima e qualidade de vida, depois de realizar o procedimento. “Eu sofria com sudorese excessiva nas mãos, pés e axilas. Mas agora, até meus amigos comentam que já posso voltar a apertar as mãos deles”, conta.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑