Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 6 de abril de 2018

Centro Estadual de Educação Profissional cria Orquestra de Flauta Doce com alunos de música

A flauta doce é, atualmente, a “menina dos olhos” dos estudantes do curso de Instrumento Musical do Centro Estadual Educação Profissional (CEEP) em Música, localizado no bairro de Nazaré, em Salvador. Encantados com a suavidade melódica do instrumento de sopro e empolgados com a facilidade de compreensão da percepção musical que a flauta proporciona, os alunos embarcaram na ideia de formar um conjunto musical. Assim nasceu a Orquestra de Flauta Doce da unidade escolar. Para incrementá-la, foram introduzidos um contrabaixo acústico e uma percussão. É com esta composição sonora que os cerca de 50 estudantes que integram o grupo ensaiam, atualmente, para a temporada de São João.

A estudante Graziela Pereira, 16 anos, 2º ano do curso de Flauta, fala de sua dedicação à orquestra, que tem ensaiado às segundas e sextas um repertório junino, baseado nos clássicos de Luiz Gonzaga e Jackson do Pandeiro, entre outros representantes da música nordestina. “A flauta me conquistou de uma maneira surpreendente. Hoje, toco flautas doce e contralto na orquestra e me realizo. Meu objetivo é continuar me aprofundando nos estudos de música e, ao mesmo tempo, estudar Direito Autoral”, revela. Ela conta ainda que, antes de descobrir a flauta como o seu instrumento, tentou o violão, mas não desenvolveu muito.

A flauta também causou encanto em Jéssica Santana, 18, 4º ano do curso de Instrumento, embora admita que o seu instrumento seja o violão. “A professora Judith Leite nos apresentou a flauta nas aulas de percepção musical e passávamos as tardes estudando o instrumento e fui gostando cada vez mais de tocá-lo, assim como a turma toda. A formação da orquestra foi inevitável e muito importante para um trabalho musical mais em conjunto. Este ano, eu me formo e como me identifiquei com teoria musical, quero tentar ser professora nessa área. A música, de uma forma ou de outra, já faz parte da minha vida”, conta.

Acesso a todos 

A professora e vice-diretora do CEEP em Música, Judith Leite, conta que tudo começou a partir do experimento em sala de aula relacionado ao estudo da flauta doce. “O resultado foi fantástico no que se refere à percepção musical deles. Por ser de mais fácil acesso e ser um instrumento melódico, o que facilita a leitura musical para os estudantes, a flauta acabou conquistando a todos”, revela, explicando que o aluno do curso de Instrumento Musical de qualquer ano escolar pode ingressar na orquestra, cujo repertório passeia do popular ao erudito.

A diretora do CEEP, Cristina Nascimento, destaca o “efeito fenomenal” da música no processo de ensino e aprendizagem e na preparação desses jovens para o mundo do trabalho. “A música tem a capacidade de transformar as pessoas para melhor e, no caso dos nossos estudantes, eles ganham em disciplina, atenção e compromisso com a escola, os estudos e sua própria vida e isto acontece porque a música é capaz de ativar diversas áreas do cérebro, modificando comportamentos”, explica, citando a Orquestra de Violões, criada anteriormente à Orquestra de Flautas.

O CEEP em Música oferece os cursos técnicos de nível médio de Canto e de Instrumento Musical, nas modalidades Ensino Médio Integrada à Educação Profissional, Subsequente ao Ensino Médio (Prosub) e Educação para Jovens e Adultos (Proeja).


Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑