Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 23 de agosto de 2018

Balé Folclórico da Bahia será homenageado pela Câmara de Salvador



Balé Folclórico da Bahia será homenageado pela Câmara Municipal de Salvador na próxima terça, dia 28.

Na próxima terça-feira, dia 28 de agosto, às 19 horas, o Balé Folclórico da Bahia (BFB) será homenageado na Câmara Municipal de Salvador por iniciativa dovereador, jurista e professor Edvaldo Brito. O diretor geral do Balé, Vavá Botelho, a presidente da Fundação Balé Folclórico da Bahia, Lúcia Mascarenhas, e a conselheira Lia Robatto, estarão presentes na sessão especial em homenagem ao grupo de dança que há 30 anos tem representado a cultura afro-baiana no mundo.

Reconhecido pela Associação Mundial de Críticos como o melhor grupo de dança folclórica do mundo, o Balé Folclórico da Bahia já formou mais de 700 bailarinos. A maioria deles de origem muito simples, que aprenderam os primeiros passos de dança no Balé e hoje brilham em grandes companhias internacionais do mundo. “Além do trabalho artístico, temos uma função social”, afirma Vavá Botelho.A premiada companhia, que completou 30 anos no último dia 7 de agosto, já se apresentou em mais de duzentas cidades e 24 países, incluindo Estados Unidos, Itália, Inglaterra, Bélgica, Canadá, Dinamarca, Nova Zelândia, Austrália, Alemanha, França, Holanda, Suíça, México, Chile, Colômbia, Finlândia, Suécia e África do Sul, dentre outros.

Com sede no Pelourinho, em Salvador, atualmente, o BFB funciona em regime integral de seis horas de trabalho por dia. Os 40 integrantes da companhia – dançarinos, músicos e cantores – recebem preparação técnica para dança, música, capoeira, canto e teatro. Para preservar e divulgar as principais manifestações folclóricas da Bahia, o Balé desenvolveu uma linguagem cênica que parte dos aspectos populares e atinge questões contemporâneas.

O Balé também possui um segundo corpo de baile, que realiza espetáculos, diariamente, no Teatro Miguel Santana, no Pelourinho, tendo como público, principalmente, turistas estrangeiros e de outros estados do Brasil. "Manter uma equipe que se dedica à dança em regime integral, com intenso preparo técnico, físico e muita pesquisa, é uma luta diária. Poucas companhias de dança privadas sem patrocinador regular conseguem existir por tanto tempo, mantendo um nível de excelência técnica tão elevado e respeito do público e da crítica”, afirma Vavá.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑