Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

Representante de Narandiba vence Concurso Garota BCS 2018

Após uma disputa acirrada pelo título de Garota Base Comunitária de Segurança 2018, o nome da grande vencedora da 4ª edição do concurso foi finalmente conhecido na noite desta quarta-feira (28). As 18 finalistas desfilaram em uma imponente passarela montada no Sol Bahia Hotel, no bairro de Patamares, e encantaram as mais de 300 pessoas presentes.

A tarefa de passar a tão desejada faixa de Garota BCS coube à vencedora do ano passado, a representante da Base Comunitária de Itinga, Keise Luana, de 18 anos. "Hoje, quase um ano depois, eu continuo colhendo os frutos da conquista em 2017. Mudou tudo na minha vida e estou muito feliz de passar meu reinado para outra menina", contou Keise.

Noite especial

Para chegar à grande final, as competidoras, com idades entre 16 e 21 anos, representantes de Bases Comunitárias de Segurança (BCS) de Salvador e também do interior do estado, tiveram que vencer outras duas etapas classificatórias. Encararam a passarela e a plateia com a coragem de modelos experientes e fizeram três trocas de roupa, nos estilos gala, praia e casual.

Thaila Souza, representante da BCS de Narandiba, saiu-se melhor em quesitos como elegância, simpatia, fotogenia, desembaraço em público e atitude e conquistou os cinco jurados e, também, a plateia, garantindo o primeiro lugar. "Sempre sonhei em representar minha comunidade e agora estou no caminho certo para concretizar a carreira de modelo que tanto desejo", comemorou a vencedora.

O comandante da BCS de Narandiba, capitão Alã Carlos, lembra que "a conquista da candidata da comunidade coroa todo o trabalho desenvolvido pelos policiais da unidade".

Leideane Oliveira e Tainan Porfirio, representantes das bases comunitárias de Itinga e Fazenda Coutos, ficaram com o segundo e terceiro lugares, respectivamente. A vencedora assegurou um contrato com uma agência de modelos e um notebook. A segunda colocada faturou um tablet e a menina que ficou em terceiro lugar levou um smartphone para casa.

O concurso

Parte do Programa Pacto Pela Vida, executado pela Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP), a competição é realizada, desde 2015, pela Polícia Militar da Bahia (PMBA). O comandante geral da PMBA, coronel Anselmo Brandão, destaca que o balanço nesses quatro anos de concurso é positivo. "É uma atitude ousada da polícia e uma ferramenta que deu certo, através de todo o esforço de uma equipe e desse trabalho de entrosamento com a comunidade, de ressocialização e inclusão. O concurso dá às meninas a oportunidade de realizar sonhos", avalia Brandão.

Resgatar e fortalecer a autoestima das competidoras, famílias e vizinhos também está entre os objetivos. Madrinha da ação, a cantora Márcia Freire aceitou a missão sem titubear. "Assim como essas meninas, também vim da comunidade e sei que é muito difícil ter apoio. Uma oportunidade assim é feito a luz na escuridão", comparou a artista.

Ainda contam como metas do concurso a concretização do policiamento comunitário, a valorização étnica e cultura nas comunidades e o estímulo ao desenvolvimento pessoal e profissional das participantes.

O evento contou com a apresentação dos integrantes do projeto ‘Primeiro Som’, uma ação de iniciação musical com aulas ministradas por policiais militares. Uma performance do grupo teatral 'Vidas em Cenas', que também promove a iniciação nas artes cênicas, completou a programação da noite.



Repórter: Renata Preza

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑