Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Hemoba e Osba homenageiam doadores regulares com concerto

Quando o webdesingner e influenciador digital Jefferson chegou à sede da Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba), imaginava que seria apenas uma doação de sangue como todas as outras, que faz regularmente. Tudo começou a mudar quando o flautista Tota Portela, da Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba), que também é doador de sangue, apareceu tocando Carinhosos, de Pixinguinha e João de Barro, com um presente especial para Jefferson: um convite para um concerto da Osba, às 19h desta quinta-feira (29), no Teatro Castro Alves. A ação faz parte da parceria da Osba na campanha ‘Sua doação toca o Coração’, em comemoração ao mês do doador. O Dia Nacional do Doador de Sangue é celebrado em 25 de novembro.

Jefferson Finatti, de 26 anos, é um dos doadores contemplados com o convite para o espetáculo da Osba. Doador há quatro anos, junto com sua namorada, Isabela Salles, divulga isso nas páginas das redes sociais do casal. Hoje eles são verdadeiros captadores de bolsas de sangue, motivando amigos e seguidores.

“Ajudar a quem precisa é algo que a gente faz sem esperar nada em troca. Ao doar sangue, eu me emociono sabendo que posso estar ajudando a salvar vidas. Sou doador de sangue há 4 anos, regularmente”, conta.

A Youtuber Isabela Salles, namorada de Jefferson, vê como a influência na internet pode captar novos doadores. “Eu fui motivada por ele a fazer a primeira doação. Eu tinha medo, mas ao ver a importância de fazer essa doação, isso veio como um ‘estalo’, de que isso precisava ser divulgado. Quando a gente fala sobre doação de sangue nos nossos vídeos, a gente desmistifica muita coisa, e acaba motivando outras pessoas”.

O solista do concerto da Osba na noite desta quinta-feira (29), o flautista Tota Portela, se vê como responsável por motivar a população a soar sangue. “A gente que tem uma visibilidade maior na sociedade, tem essa responsabilidade. Hoje eu me apresento, converso com a platéia. É uma coisa de responsabilidade mesmo”, afirma.

Na programação da campanha, a música teve destaque, com o objetivo de proporcionar uma experiência leve e agradável dentro do ambiente de coleta. Em parceria com a Osba, a Hemoba contou com as apresentações das Cameratas Opus Lumen e Quadro Solar. O Coral da Lacen, o Coral da CAR, BonannoChaz, Alê Santana e Adler Rabelo fizeram também parte da programação de apresentações da semana de homenagens ao doador.


Para doar

Para doar sangue, os candidatos devem ter entre 16 e 69 anos de idade, sendo que os menores de 18 anos devem estar acompanhados por um responsável legal e as pessoas com mais de 60 anos só poderão doar caso já tenham realizado uma doação antes dos 60 anos. Além disso, o voluntário deve portar documento oficial com foto, deve estar em boas condições de saúde, pesar acima de 50 quilos, sendo necessário estar bem alimentado, tendo, preferencialmente, ingerido alimentos sem gordura.

A médica da Hemoba, Iraíldes Santana, reconhece a importância da doação. “Esse é um momento ímpar, queremos agradecer a todos os doadores que nos ajudaram durante este ano, a salvar vidas. Uma doação pode atender até quatro pacientes diferentes, a depender da necessidade do paciente”, afirma.

Concerto da Osba

Integrando mais uma edição da Série Jorge Amado, a Osba apresenta a 4ª e última edição do ‘Ciclo Schumann’. A regência fica por conta do maestro mexicano Enrique Diemecke, convidado da Osba nesta edição. A ‘Sinfonia nº 3 em Mi Bemol Maior Op. 97’ de Schumann foi composta em 1850, ano que ficou marcado como um dos mais produtivos da carreira do compositor. Nesta obra, Schumann passeia pelas questões subjetivas e objetivas que permearam em seu mundo interior e exterior, influenciado, principalmente, pelo contexto político da época.

Além do destaque para a obra de Robert Schumann (1810-1856), o programa foi composto pelas peças ‘A Festa da Canabrava’, do baiano Lindembergue Cardoso (1939-1989), e ainda ‘Concerto para flauta em Ré maior, Op.283’, do alemão Carl Reinecke (1824-1910), com o solo do músico Antônio Carlos Portela, mais conhecido como “Tota”, assistente do naipe de flautas da Osba.


Repórter: Raul Rodrigues

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑