Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 14 de março de 2019

Prefeitura recupera fontes luminosas de Salvador

As fontes luminosas embelezam Salvador e atraem visitantes. Algumas delas remetem à história do período imperial, como a do Terreiro de Jesus, que fez parte do audacioso sistema da Companhia do Queimado – primeiro sistema de abastecimento de água encanada do país. Para preservar e recuperar esses pontos de visitação e história, a Prefeitura investiu R$1,6 milhão. 
 
A revitalização de seis fontes situadas na Praça da Piedade, duas no Campo Grande e nas praças Nossa Senhora da Luz, da Sé e do Terreiro de Jesus foi realizada pela Diretoria de Serviços de Iluminação Pública (Dsip), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop). O órgão utilizou o que há de melhor em tecnologia para a revitalização desses espaços.
 
Foram implantados 169 projetores em LED RGB, tecnologia que permite a alteração de cor simultânea, evita a penetração da água e é mais resistente a impactos e corrosão. As obras envolveram serviços de infraestrutura, iluminação, hidráulica, programação, circuito elétrico e de revitalização de pintura. Algumas dessas fontes, como a da Praça da Sé e Campo Grande, tiveram o material furtado. Portanto, foram instalados quadros novos, tanto de iluminação quanto de jato d’água.
 
As salas de equipamentos das fontes agora contam com alarme sonoro, que é acionado em caso de invasão. Além disso, a manutenção é feita diariamente com tratamento de água, lubrificação de equipamentos e bico. As fontes das praças da Sé e Nossa Senhora da Luz, além de luminosas, contam com trilha sonora a partir das 18h. A trilha se inicia com a Ave Maria e o movimento das águas é sincronizado com os ritmos musicais.
 
“Estamos recuperando as fontes luminosas da cidade que fazem parte do patrimônio histórico de Salvador e, também, o monumento Mário Cravo. A intenção é de que estes equipamentos possam abrilhantar ainda mais a cidade neste mês de aniversário”, destaca o diretor de Iluminação Pública, Júnior Magalhães.
 
História – Inaugurado em 8 de dezembro de 1856, o chafariz neoclássico do Terreiro de Jesus foi um dos cinco que integraram inicialmente o sistema de águas de Queimado. Os outros quatro chafarizes ficavam em Água de Meninos, Praça do Comércio, Largo do Theatro São João (hoje Praça Castro Alves) e Piedade.

 
A alegoria da fonte do Terreiro de Jesus representa riquezas da Bahia com a escultura de Ceres, deusa da fertilidade e abundância agrícola. Abaixo estão quatro meninas de mãos dadas e, na base, as esculturas de quatro entidades em representação aos quatro principais rios do Estado: Jequitinhonha, Paraguaçu, Pardo e São Francisco. Em breve, a fonte será entregue, juntamente com o largo, totalmente revitalizada.
 
Já a Praça da Sé é mais recente – foi inaugurada em 2002. Fabricada por uma empresa espanhola e movimentada por computador, a fonte tem focos de luz com 64 cores diferentes. É considerada uma das mais sofisticadas do gênero no país.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑