Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 11 de março de 2019

Programa Bahia Sem Fogo atua em incêndios florestais no interior do estado

A equipe do Programa Bahia Sem Fogo, do Governo do Estado, vem atuando em incêndios florestais nos últimos 15 dias em diferentes municípios do estado, com a ação de combate realizada pelo Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (Cbmba). O programa é coordenado pela Secretaria do Meio Ambiente do Estado (Sema). Os incêndios ocorrem nos municípios de Porto Seguro, Entre Rios, Mata de São João, Una, Ruy Barbosa e Piritiba. 

O incêndio de grande proporção em Unidade de Conservação (UC) de proteção integral no Parque Nacional e Histórico do Monte Pascoal (PNHMP), no município de Porto Seguro, foi debelado na última quarta-feira, dia 6. Desde a segunda-feira (4), o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA) iníciou o monitoramento e começou a atuar no local em apoio ao Instituto Nacional de Conservação da Biodiversidade Chico Mendes (ICMBio). A operação contou com a ação de voluntários, brigadistas do ICMBio, técnicos e veículos do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) e suporte logístico e de infraestrutura da Sema. 

Foram disponibilizadas duas aeronaves Air Tractor, do Programa Bahia Sem Fogo, para dar suporte no combate. Segundo informações do ICMBio, a área queimada foi estimada em 1.072 hectares, o equivalente a 4,8% da área total do Parque (22.332 hectares). Criado em 1961, o Parque Monte Pascoal conta com diversas áreas remanescentes de Mata Atlântica, manguezal, florestas de restinga e praias, como da Aldeia de Barra Velha, além de praias fluviais nos rios Caraíva e Corumbau. 

Outro incêndio próximo ao Parque Nacional e Histórico do Monte Pascoal, ainda não controlado, atinge mais uma área do município de Porto Seguro. No distrito de Itaporanga, região do Vale dos Búfalos, próximo à Reserva da Vida Silvestre de Rio dos Frades (REVIS Rio dos Frades), o incêndio florestal foi informado no dia 21/02 ao 6° Grupamento de Bombeiros Militar (GBM) de Porto Seguro, que desde então vem investindo esforços para o combate com 37 bombeiros militares e 4 aeronaves airtractror acionadas. 

“Até esta quita-feira (7), já foram utilizadas, somente nessa área, aproximadamente 190 horas de vôo para combate e monitoramento aos focos, um investimento da ordem de aproximadamente um milhão de reais pelo Programa Bahia Sem Fogo, além dos demais gastos com a logística, técnicos e o trabalho dos bombeiros militares. Vamos continuar dando todo o suporte necessário para minimizar os impactos, mas é importante que a população esteja consciente do grande problema ambiental e prejuízo financeiro que as queimadas irregulares causam”, afirma o secretário do Meio Ambiente, João Carlos Silva. 

No litoral norte do estado, dois incêndios, já extintos, atingiram os municípios de Entre Rios (Massarandupió) e Mata de São João (Sauípe). O primeiro, foi informado no dia 01/03 ao Corpo de Bombeiros, sendo iniciado o combate no dia 02/03. No dia 06, ontem, o incêndio foi dado como extinto pelo Corpo de Bombeiros. Já o incêndio em Sauípe foi iniciado no dia 27/02 e combatido por seis dias pelos Bombeiros Militares. Ontem, o incêndio foi controlado, com resfriamento dos pontos quentes. Foi realizada uma varredura a pé de toda a área queimada e todos os pontos quentes foram extintos. 

Também controlado incêndio florestal iniciado no município de Una, a 60 quilômetros de Ilhéus, sul do Estado. A ocorrência do incêndio foi informada no sábado (2) ao Corpo de Bombeiros. O foco inicial ocorreu aproximadamente a 25 quilômetros de Una, em direção ao município de Arataca, na BA-676. Brigadistas voluntários afirmaram tratar-se de incêndio criminoso. Na terça-feira (5), a equipe de combate realizou o rescaldo na área de vegetação. Após monitoramento não foram encontrados focos de calor, encerrando as atividades de combate. Ainda ontem o local foi novamente monitorado e não foi constatada reignição do incêndio.

Nesta quarta-feira (6), os bombeiros militares do 11° Grupamento de Bombeiros Militar (GBM), do município de Itaberaba, deram suporte ao rescaldo do fogo na Serra do Orobó, situada nos municípios de Itaberaba e Ruy Barbosa, a 315 quilômetros da capital baiana. O incêndio foi controlado por brigadistas voluntários, e a chuva que caiu no município também minimizou os impactos causados pelo fogo. Os brigadistas militares atuaram com o resfriamento e isolamento de troncos que ainda apresentaram calor e fumaça. O monitoramento segue realizado pelos brigadistas voluntários do município. 

O mais recente incêndio informado ao CBMBA foi identificado na quinta (7), no município de Piritiba, na Serra do França, localizado a 350 quilômetros de Salvador. Técnicos do Inema do município de Seabra, na Chapada Diamantina se deslocaram para identificar a ocorrência, mapear a área e traçar as estratégias a serem adotadas para o combate ao incêndio.

Bahia Sem Fogo 

A ação integra o programa Bahia Sem Fogo, criado em 2010 para tornar mais efetivas as ações de prevenção, combate e monitoramento a incêndios em áreas de Unidades de Conservação no estado, oferecendo infraestrutura e logística adequadas. O Bahia Sem Fogo é coordenado pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), que integra e coordena o Comitê Estadual de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais da Bahia. 

O Comitê é formado por representantes de secretarias estaduais, instituições municipais e federais, entre elas: o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), Casa Militar do Governador, Secretaria de Segurança Pública (SSP), da Saúde (Sesab), de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (Sjdhds), da Educação (SEC), da Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária (Seagri), de Turismo (Setur) e Corpo de Bombeiros Militares do Estado da Bahia (Cbmba).

Fonte: Ascom/Secretaria do Meio Ambiente do Estado (Sema)

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑