Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 24 de abril de 2019

Balé Teatro Castro Alves sob nova direção

Wanderley Meira assume o cargo de diretor artístico da companhia
 
Companhia oficial de dança da Bahia, corpo estável mantido pelo Teatro Castro Alves (TCA), Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), o Balé Teatro Castro Alves (BTCA) está sob nova direção artística. Foi nomeado hoje o produtor, diretor, ator e gestor Wanderley Meira para assumir a tarefa.
 
Wanderley vinha, desde 2017, respondendo pela coordenação de Teatro no âmbito da Funceb, desenvolvendo as políticas públicas estaduais deste setor. Esta expertise na gestão pública o habilita a um pensamento macro a respeito das práticas e desafios de manter em excelência a atuação do BTCA, uma entidade também pública. Seu posicionamento é de conduzir este processo de modo coletivo com dançarinos e servidores, construindo uma proposição artística, de manutenção e de planejamento estratégico a partir de anseios conjuntos. “O trabalho será para ampliar e fortalecer a relação da companhia com a cidade e com o estado, pensando em uma companhia que tem a força da representação da Bahia, que dialoga com a dança e com as demais artes do nosso estado para chegar ao mundo”, diz Meira. Ele ocupa a vaga deixada por Antrifo Sanches, que esteve no cargo desde 2015.
 
Na formação artística, Meira é licenciado em Letras Vernáculas pela Universidade Católica do Salvador (UCSal), mas construiu sua carreira profissional nas artes cênicas. Iniciou-se como ator em Curso de Manoel Lopes Pontes em 1994 e trabalhou em diversas montagens, com nomes marcantes da cena local, como Harildo Déda, Fernando Guerreiro, João Sanches, Nadja Turenkko, Gil Vicente Tavares e Rino Carvalho.
 
“Para nós é uma oportunidade de repensar o lugar e os caminhos a trilhar pelo Balé na direção da nossa visão institucional, que é a de estar presente em mais municípios do interior do estado e estreitar a relação entre a companhia e a sociedade", enfatiza a diretora geral da Funceb, Renata Dias.
 
HISTÓRICO – Fundado em abril de 1981, o Balé Teatro Castro Alves é a primeira companhia pública de dança do Norte e Nordeste e a quinta companhia de dança no Brasil. Referência na dança moderna e contemporânea, conta no seu repertório com mais de 70 montagens de importantes coreógrafos, como Antônio Carlos Cardoso, Victor Navarro, Carlos Moraes, Claudio Bernardo, Guilherme Botelho, Henrique Rodovalho, Ismael Ivo, Lia Robatto, Luis Arrieta, Mario Nascimento, Oscar Araiz, Tíndaro Silvano e Tuca Pinheiro.
 
Em sua história recente, destacam-se “Lub Dub” (2017), aclamado pelo público e considerado um dos 10 espetáculos de dança fundamentais de 2017 pela revista Bravo!, com coreografia do sul-coreano Jae Duk Kim; o projeto “Urbis in Motus” (2017), interação de performance, dança e vídeo; “Tamanho Único” (2018), conjunto de solos com temas livres criados por integrantes da companhia e por convidados externos: o coreógrafo Augusto Soledade (Brasil/Estados Unidos) e o pesquisador em dança Leo Serrano (Argentina); e CHAMA: Coreografia para artistas incendiárixs” (2018), dirigido pelos coreógrafos Jorge Alencar e Neto Machado, uma obra argumentada pelo incêndio do Museu Nacional.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑