Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 26 de abril de 2019

Campanha contra influenza imuniza 60 mil pessoas em Salvador


Após duas semanas, campanha contra influenza imuniza 60 mil pessoas em Salvador; militares são incorporados na estratégia

Desde o início da estratégia, 10% do grupo prioritário foi imunizado

Desde a última segunda-feira (22), o Ministério da Saúde incluiu mais um grupo entre o público-alvo da campanha de vacinação contra a gripe. A partir de agora, policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas podem buscar uma das 128 salas de vacinação da capital baiana para se imunizar.

A campanha nacional de vacinação, que começou no dia 10 de abril, já imunizou 60 mil indivíduos em Salvador, cerca de 10% do grupo prioritário. A meta da Secretaria Municipal da Saúde é vacinar pelo menos 570 mil pessoas - 90% da população elegível.

Os professores, trabalhadores de saúde e puérperas (mulheres que ganharam bebê nos últimos 45 dias) atingiram a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde. Crianças (45%), gestantes (55%) e idosos (73%) ainda apresentam baixa procura pela vacina no município.

Os grupos prioritários que mais têm buscado a vacinação são crianças (30 mil) seguido dos idosos (11 mil). Por outro lado, pessoas com doenças crônicas (2.356 mil), as puérperas (1 mil) e professores (841) registram a menor procura nas salas de vacinação.

"A baixa procura pela vacina por esses grupos nos preocupa já que neste ano de janeiro a abril, foram registrados 70 casos e 03 óbitos por causa da Síndrome Respiratória Aguda. A vacina pode reduzir em até 45% o número de hospitalizações por pneumonias e até 75% a mortalidade global por complicações da influenza", alertou Doiane Lemos, subcoordenadora de controle de doenças imunopreveniveis.

A vacina é a principal medida preventiva da enfermidade que apresenta maior incidência nos meses de junho e julho. Devem ser vacinados os idosos, crianças menores de 2 anos de idade, gestantes, puérperas (mulheres que ganharam bebê nos últimos 45 dias), militares, policiais, bombeiros, trabalhadores de saúde, professores das redes públicas e privadas e pacientes com doenças crônicas.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑