Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 12 de setembro de 2019

Operários da RCS paralisam obras da UFBA por atraso de salários

Cerca de 100 trabalhadores paralisaram, desde ontem (dia 11), as atividades nas obras da construtora RCS, no campus da Universidade Federal da Bahia (Ondina) e na Residência Universitária Feminina (Canela).

Com apoio do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção (Sintracom-BA),  os operários reivindicam o pagamento dos salários  atrasados e reajuste salarial retroativo a janeiro, conforme determinado pela Convenção Coletiva do Trabalho (CCT) da categoria.

O Sintracom-BA está solicitando uma audiência com o Ministério Público do Trabalho (MPT), com a presença de representantes da UFBA e da RCS, para buscar uma solução urgente para o problema.

O diretor do sindicato, José Ribeiro, informa que a situação está crítica para os trabalhadores. Eles já estão passando dificuldades com suas famílias, sem receber os salários, que deveriam ter sido pagos desde o dia 6.

O presidente do Sintracom-BA, Carlos Silva, declara que o reajuste salarial é um direito devido a todos os trabalhadores da construção e deve ser cumprido em todo o estado da Bahia. Determinado pela CCT, assinada conjuntamente pelas entidades patronais e dos empregados, o reajuste de 3,43%, que inclusive foi proposto pelo patronato, deve ser pago retroativamente, a partir de 1º de janeiro de 2019, data base da categoria.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑