Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 8 de junho de 2020

300 máscaras de proteção são entregues a detentas baianas

A doação foi da Rede AFETO da Escola de Saúde da UNIFACS. Iniciativa soma-se a outras ações desenvolvidas por estudantes em diversas frentes


A Escola de Saúde da UNIFACS, através da Rede de Apoio, Fortalecimento, Escuta e Troca de Orientações para meninas e mulheres (AFETO), formada por estudantes de Medicina, Psicologia e Serviço Social da universidade, acaba de doar 300 máscaras de proteção para detentas do sistema prisional baiano. 

A entrega foi realizada na última quinta-feira (04) à Secretaria de Administração Penitenciária (SEAP) pela coordenadora do curso de Serviço Social da UNIFACS e também mentora do projeto Suzana Coelho. Na ocasião, estiveram presentes o superintendente de Ressocialização do Estado da Bahia, Luis Antônio Nascimento, e o promotor de Justiça Edmundo Reis.

A professora Suzana conta que a ideia da doação surgiu a partir da percepção de que dentro da cadeia o enfrentamento ao coronavírus pode ser comprometido muitas vezes pela falta de itens de proteção individual para os presos. “Diante disso, nos mobilizamos e encomendamos a produção das máscaras para contemplar todas as mulheres detidas no sistema prisional baiano”, explica.

De acordo com informações da SEAP, hoje, a Bahia conta com 281 internas, distribuídas entre o Conjunto Penal Feminino em Salvador (70), Feira de Santana (52), Itabuna (43), Juazeiro (28), Teixeira de Freitas (22), Jequié (20), Nilton Gonçalves (19), Paulo Afonso (17) e Hospital de Custódia e Tratamento - HCT (06).

O superintendente de Ressocialização do Estado da Bahia elogia a iniciativa do projeto. “Esse é um gesto de solidariedade, carinho e compreensão com o outro, que mostra que as pessoas privadas de liberdade não são diferentes e não foram esquecidas nesse momento”, pontua Luís Antônio.

O promotor de Justiça da Bahia Edmundo Reis endossa a importância da ação. “A doação realizada demonstra o comprometimento de uma instituição de ensino superior como a UNIFACS, através de ações de extensão, com a discussão das questões prisionais, colaborando para contornar as dificuldades e problemas enfrentados”, comenta.

A universidade, inclusive, mantém desde 2018 o Programa “Academia vai ao cárcere”, em parceria com o Ministério Público e a SEAP, que visa aproximar os estudantes de diferentes cursos com a realidade do sistema prisional baiano, de modo a desenvolver ações de responsabilidade social.

Além da doação de 300 máscaras às detentas neste inicio de junho, outras ações vêm sendo realizadas pela comunidade acadêmica da UNIFACS para ajudar no combate ao coronavírus em diversas frentes.

Em maio, estudantes de Medicina e membros da Associação Atlética Acadêmica de Medicina da universidade doaram 2.500 face shields e 2 mil máscaras para profissionais de saúde de duas instituições: as Obras Sociais Irmã Dulce e o Hospital Martagão Gesteira.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑