Seja bem-vindo. Hoje é

sábado, 22 de agosto de 2020

Carlinhos Brown lança hoje (21) álbum infantil e amanhã (22) faz live em TVs abertas para a criançada

 Álbum “Paxuá e Paramim em: A floresta dos rios voadores” foi composto durante a pandemia e terá todas suas canções mostradas pelo artista em show ao vivo amanhã (22), 16h 


Foto: Magali Morais

Hoje (21), chega às plataformas digitais o álbum infantil “Paxuá e Paramim em: A floresta dos rios voadores”, com dez canções compostas, em sua maioria, durante a pandemia pelo músico Carlinhos Brown, seis delas com a cantora, compositora e arte-educadora Milla Franco. As músicas são um refresco de alegria em tempos sombrios. Nas novas canções, rios, florestas, pássaros, índios, chuva e sol são cantados e embalados por arranjos musicais que transportam quem ouve para um ambiente solar de fé no futuro. Todas as músicas serão apresentadas na live infantil que o artista faz amanhã (22), 16h, pelo canal de Paxuá e Paramim no YouTube, com transmissão também pela TVE Bahia. A live é uma parceria com a Neoenergia.

O lançamento confirma o quanto a espontaneidade das crianças carrega a bateria criativa de Carlinhos Brown. Nove das dez músicas acabaram de sair do forno e mergulham no universo encantado de personagens e elementos da natureza para fazer um chamado sobre a responsabilidade de cada um no futuro do planeta. Este é o segundo álbum de Paxuá e Paramim, tendo sido o primeiro, “Carlinhos Brown Kids apresenta Paxuá e Paramim – Vol 1”, lançado no último mês de julho, com seis canções do artista compostas para a Série Pertencimento Ambiental.

“Essa comunhão que buscamos entre a criança e a natureza é, para mim, o significado de futuro. O humano se educa com o tempo. Nós somos uma cadeia de imperfeições, mas já temos consciência e inteligência de que erros passados não podem mais se repetir, sobretudo nos cuidados que devemos ter com a natureza, pois somos parte dela, portanto se trata de uma questão de autocuidado”, defende o músico.

Outras parcerias felizes figuram no disco, como “Quem Disse”, composição com o amigo e parceiro de Tribalistas, Arnaldo Antunes, e “Mãe da Humanidade”, composta por Brown e Mouryfé. “O mestre Paulo Freire nos ensinou que a esperança não pode ser mais aquela do esperar e sim a do esperançar - do fazer constante, da tentativa e erro, da criação em movimento. Sou compositor porque fui escolhido em um ambiente da natureza para dar respostas em forma de canções. E é assim que a minha árvore frutifica”, comenta ele.

“Eu e Carlinhos compomos as canções via telefone, Whatsapp e, como uma mágica, nos sentimos conectados a uma força maior que clama por transformações significativas em nosso mundo. Ao entrarmos no estúdio, foram dias de emoção e muita gratidão. Em meio ao caos e as incertezas, uma semente de esperança está sendo gerada, para alimentar os nossos sonhos de um mundo mais feliz para ser viver, crescer e florescer”, conta Milla Franco que, além de dividir a autoria de seis canções com Brown, canta com ele sete das dez músicas, fazendo solo na faixa “Ainda Há”.

LIVE - Amanhã (22), a feliz combinação entre música e aprendizado inspira mais uma realização do artista voltada para o público infantil. Ao lado dos indiozinhos Paxuá e Paramim, ele apresenta, às 16h, a live “Carlinhos Brown Kids – Proteja-se e cuide do seu planeta”, que também conta com a participação de Milla Franco. A iniciativa é uma parceria com a Neoenergia através de suas distribuidoras Coelba, Cosern, Celpe e Elektro por meio do Programa de Eficiência Energética da Aneel.

O show ao vivo será exibido pelo canal de Paxuá e Paramim no YouTube e por tevês públicas e culturais de sete estados brasileiros – TVE BAHIA, TVT São Paulo, TVE Espírito Santo, TV Aperipê Sergipe, TV Cultura do Pará, TVU do Rio Grande do Norte, TV da Universidade Federal do Goiás, além da TV Web da Universidade Estadual de Goiás -, possibilitando a transmissão em emissoras abertas de televisão para mais de 300 cidades do país. No dia 4 de setembro, 11h, a TVE Bahia fará uma reexibição do especial.

A partir de repertório de dez canções inéditas, cenário lúdico criado especialmente para o show, coreografias e brincadeiras, o quarteto – Brown, Milla, Paxuá e Paramim – convida a criançada para refletir sobre assuntos sérios: segurança e eficiência energética, visando economia de água, luz e preservação do planeta. “Além de entreter, queremos comunicar a importância da educação ambiental para crianças de todo o país, e essa parceria que nasceu com a TVE Bahia é muito importante, pois sabemos que muitas delas não têm acesso à internet”, realça Carlinhos Brown.

“Na criança, tudo transcende, e eu busco essa fluência” - Quem acompanha a próspera carreira de Carlinhos Brown, que já contabiliza cinco temporadas como técnico do reality musical The Voice Kids, sabe que sua relação com o público infantil não é de hoje. A criação, há seis anos, dos personagens Paxuá e Paramim, indiozinhos dispostos a salvar a natureza, são a culminância do seu envolvimento com temas e questões da infância, que já lhe renderam momentos emblemáticos, como a indicação ao Oscar pela canção "Real in Rio", do filme de animação "Rio".

No Candeal, onde nasceu em Salvador, o músico, que também é arte-educador, sempre atuou como um mobilizador social, formando crianças na arte da percussão, o que gerou muitos frutos, como o nascimento da banda Lactomia, em 1989, formada só de crianças carentes do bairro. Já em 1994, Brown criou a Associação Pracatum que, desde então, realiza trabalho permanente de desenvolvimento social no Candeal, que inclui cursos gratuitos para crianças e jovens.

O seu carisma com crianças foi descoberto por Xuxa em 2001, quando ele gravou a música “Duendes” para o filme “Xuxa e os Duendes”, do qual também participou. Em parceria com Guto Graça Mello, compôs a canção “Pererê Peralta” (Saci) para o Sítio do Pica Pau Amarelo, obra de Monteiro Lobato. Em 2018, Brown lançou a Série de Pertencimento Ambiental, em que os indiozinhos Paxuá e Paramim estreiam num programa paradidático inovador que inclui clipes e canções, lançado pela Brasil Sustentável Editora com autoria da educadora Priscila Morhy.

“Minha relação com as crianças existe porque não deixo morrer a criança que existe em mim. É na criança que encontro a brincadeira, o espontâneo e a própria liberdade de fazer as coisas. A criança não mede sinceridade, diz abertamente. Na criança, não há resíduos de rancor. Nela tudo transborda e eu busco essa fluência”, arremata o músico.

 

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑