Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 11 de setembro de 2020

Projeto Baleia Jubarte registra 60 filhotes no litoral brasileiro




 Pesquisadores do projeto, patrocinado pela Petrobras, identificaram animais entre Bahia e São Paulo desde o início da temporada de reprodução no país

 


A temporada de reprodução de baleias no litoral brasileiro, que começa com o inverno, chegou com boas notícias. O projeto Baleia Jubarte, patrocinado pela Petrobras há 23 anos, registrou, até o dia 25/8 (terça-feira), 60 bebês-baleia da espécie entre Salvador e o litoral norte da Bahia, no Banco dos Abrolhos e no litoral de Vitória (ES). No entorno de Ilhabela (SP), os registros foram feitos pelos parceiros do Projeto Baleia à Vista e Instituto Verde Azul.

Antes ameaçadas de extinção pela caça indiscriminada, as jubartes hoje vêm sendo motivo de celebração entre os pesquisadores pela sua recuperação populacional acelerada, graças a um trabalho de longo prazo. Os registros em Ilhabela podem indicar que a região, que já foi palco de atividades de caça a baleia nos séculos XVIII e XIX, está vendo a reocupação do antigo território reprodutivo do Sudeste pelas jubartes.


“Este é apenas o início do censo de filhotes deste ano”, disse o Coordenador de Comunicação do Projeto Baleia Jubarte, Enrico Marcovaldi. “Com a retomada de nossas atividades de campo, esperamos poder fazer muito mais registros. Esperamos que esta seja uma temporada de muitos nascimentos, levando a população brasileira ainda mais perto da recuperação total”, completa.

Os pesquisadores estimam que haja perto de 20 mil baleias-jubarte frequentando a costa brasileira nesta temporada reprodutiva, um número animador quando se compara com os cerca de mil animais estimados quando a população foi redescoberta no Banco dos Abrolhos, em 1988. Estima-se também que nasçam em águas brasileiras mais de 1.500 filhotes a cada temporada.


Programa Petrobras Socioambiental

O investimento em projetos socioambientais é um dos dez compromissos de sustentabilidade da Petrobras e é realizado de forma estruturada por meio do Programa Petrobras Socioambiental. Os projetos patrocinados visam à proteção e recuperação de quase 60 espécies da fauna ameaçadas de extinção, muitas delas integrantes da biodiversidade marinha e costeira, ambientes relevantes para a Petrobras.


Os projetos patrocinados pela Petrobras atuam também em redes, promovendo ações conjuntas e articuladas. A Rede de Projetos de Biodiversidade Marinha (Biomar), criada em 2007, por exemplo, reúne os projetos Tamar, Baleia Jubarte, Coral Vivo, Golfinho Rotador, Meros do Brasil e Albatroz. A Rede Biomar atua em 13 estados e 87 municípios, pesquisando e conservando ambientes coralíneos e 24 espécies, a maior parte ameaçada de extinção, sendo 5 espécies de tartarugas marinhas, 6 espécies de albatrozes e petréis, 2 espécies de golfinhos, 10 espécies principais de corais e uma espécie de baleia, a Jubarte.


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑