Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 14 de janeiro de 2021

No verão, todo cuidado é pouco para evitar afogamentos em piscinas, praias, represas e lagos

Foto Salvador Notícias


Os afogamentos são a segunda causa de morte e a sétima de hospitalização por motivos acidentais entre crianças de até 14 anos de idade no Brasil. Dados de 2018 da Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático ­(Sobrasa) indicam que as piscinas são responsáveis por 53% de todos os óbitos por afogamento na faixa etária de 1 a 9 anos, e a maioria acontece nas residências. O problema também é comum em outros países e, nos Estados Unidos, o afogamento é a principal causa de morte não intencional em crianças de 1 a 4 anos.


A situação é tão séria que um projeto de lei que regulamenta ações para prevenir acidentes em piscinas no Brasil aguarda aprovação na Câmara dos Deputados. O PL 71/2014, de autoria do deputado federal Mário Heringer (PDT/MG), disciplina a prevenção de acidentes em piscinas no território nacional, define responsabilidades pelo cuidado com a integridade física dos usuários, estabelece informações e medidas de segurança obrigatórias a serem adotadas em todas as piscinas no território nacional, e impõe penalidades pelo descumprimento das regras.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑