Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 1 de março de 2021

Montagem de hospital de campanha em Itapuã


 Os esforços municipais para estender a oferta de leitos exclusivos para Covid-19 não param. No dia seguinte após mobilizar todo o Hospital Salvador (Federação) para atender pacientes infectados com o novo coronavírus, a Prefeitura deu início à montagem de mais uma estrutura de campanha que funcionará na Estação Cidadania de Itapuã. 


O espaço reforçará a rede de assistência à saúde durante a pandemia e foi vistoriado pelo prefeito Bruno Reis, acompanhado da vice-prefeita e secretária de Governo (Segov), Ana Paula Matos, e do titular da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Leo Prates. Os detalhes foram apresentados em coletiva virtual ocorrida na manhã deste sábado (27).

 

A nova unidade contará com dez leitos de UTI e 40 clínicos e é implantada em uma área de 1,5 mil metros quadrados do ginásio esportivo. O prefeito explicou que a previsão é que as operações no local tenham início entre dez a 15 dias e que este será o quinto hospital de campanha a funcionar na capital sob a gestão da Prefeitura.

 

“Resolvemos montar o hospital neste ginásio de esporte onde já existe cobertura, banheiro e área administrativa. Tudo isso diminui o custo em comparação à montagem de uma tenda”, disse o Bruno Reis, acrescentado a implantação do hospital na Estação Cidadania de Itapuã contou com recursos da iniciativa privada.

 

“Ao longo da semana, conversamos com empresas e instituições parceiras. São quase R$6 milhões que serão investidos graças ao apoio de parceiros como a Associação Baiana de Supermercados (Abase), Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário da Bahia (Ademi), da Ferreira Costa e das construtoras MRV e Moura Dubeux”, destacou. A Prefeitura publicou ontem (26) o processo para contratação da organização social que fará a gestão do novo hospital.

 

Estruturas – Ao final da montagem da nova instalação de campanha, Salvador passará a ter 256 leitos de UTI voltados para pacientes infectados com o coronavírus. No auge da primeira onda da pandemia, a cidade contava com 228 vagas.

 

Neste período de crise sanitária, a rede de assistência à saúde da cidade tem em funcionamento os hospitais Salvador (Federação), Santa Clara (Itaigara), Sagrada Família (Bonfim) e Itaigara Memorial (Caminho das Árvores). Isso fora os seis gripários anexos às UPAs dos Barris, Paripe, Pirajá/Santo Inácio, Pau Miúdo, Ilha de Bom Jesus dos Passos e Parque São Cristóvão, além de uma tenda de suporte ventilatório em Valéria.

 

Bruno Reis acrescentou que, em breve, a Prefeitura inaugurará mais uma unidade de suporte ventilatório para tratamento de pacientes com Covid-19 na UPA dos Barris, mas que somente esses esforços para ampliar os atendimentos não serão suficientes para conter os índices da pandemia. A taxa de ocupação de leitos de UTI está em 83%.

 

“Essa madrugada foi de muita luta. Conseguimos, nas últimas 24h, regular 71 pacientes nas nossas UPAs. Outras 64 pessoas ficaram aguardando. Veja que os números não cedem e continuam altos, por mais que tenhamos feito todo o esforço para abertura de leitos”, afirmou.

 

Com isso, o prefeito voltou a fazer apelo para que a população cumpra as determinações municipais e estaduais em vigor, mantendo o distanciamento social e evitando aglomerações. Além disso, ressaltou a necessidade de todos manterem os cuidados pessoais com higienização e uso de máscara ao sair de casa.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑