Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 23 de abril de 2021

Estado entrega cartões do programa Bolsa Presença às famílias em condição de vulnerabilidade


 Estado entrega cartões do programa Bolsa Presença para as famílias dos estudantes em condição de vulnerabilidade socioeconômica.



As famílias dos estudantes matriculados na rede estadual de ensino e em condição de vulnerabilidade socioeconômica começaram a receber o novo cartão do Bolsa Presença, nesta quinta-feira (22), conforme agendamento feito pelas unidades escolares. A primeira parcela no valor de R$ 150 será creditada no dia 27 de abril, no cartão da bandeira Alelo, como anunciou o governador Rui Costa. O programa do Governo da Bahia beneficiará 311 mil famílias inscritas no Cadastro Único (CadÚnico), alcançando 357 mil estudantes, com um investimento em torno de R$ 280 milhões. O objetivo do Bolsa Presença é evitar o abandono escolar e contribuir para fortalecer o vínculo com a escola e o processo de ensino e aprendizagem.   


O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, falou sobre a importância do Bolsa Presença. “Assim como o vale-alimentação, de R$ 55 por estudante, e a bolsa de R$ 100 para 52 mil monitores de Língua Portuguesa, Matemática e Educação Científica, do programa Mais Estudo, o benefício do programa Bolsa Presença também é muito importante, pois visa a aprendizagem, a segurança alimentar e a permanência do estudante na escola. Estes três programas representam mais de R$ 410 milhões destinados aos estudantes e às suas famílias da rede estadual. Esta é mais uma iniciativa que mostra o compromisso do governador Rui Costa com a Educação no nosso Estado”, destacou.   


O benefício da Bolsa Presença é por família, mas o aluno pode acumular com os demais benefícios que recebe, ou seja, os R$ 55, por parcela, do vale-alimentação estudantil e os R$ 100 se for monitor do programa Mais Estudo. Cada beneficiário possui um cartão específico para utilização. O valor poderá ser utilizado para a aquisição de gêneros alimentícios, artigos de limpeza e compras em farmácias ou para outra destinação de interesse da família, como material escolar, por exemplo.   


A dona de casa Rosimeire Silva, mãe da estudante Camila Vitória Silva, 18, 2º ano, foi cedo ao Colégio Estadual Bolivar Santana, em Salvador, pegar o cartão do Bolsa Presença. “Este benefício chegou em boa hora, assim como o valor do vale-alimentação que já recebemos, pois estou desempregada e o valor de R$ 150 vai ajudar muito nas despesas de casa”, afirmou.  


Em Vera Cruz, a dona de casa Iara Lima, mãe da estudante Nayara Lima Silva, 19, que faz o curso técnico em Administração, no Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) do Oceano, também já pegou o cartão. “Este benefício é muito importante para as famílias neste período de pandemia, pois vai ajudar muito. Vou utilizar o valor para complementar nas despesas de casa juntamente com o valor do vale-alimentação”, disse.   


Além de a família estar cadastrada no CadÚnico, as condições para que o aluno matriculado receba o auxílio Bolsa Presença são: assiduidade nas aulas ministradas pela unidade escolar em que esteja matriculado, com frequência mínima de 75%; participação do estudante e da sua família nas atividades e avaliações escolares; desenvolvimento do projeto de vida e intervenção social; e manutenção atualizada dos dados cadastrais na unidade escolar e no CadÚnico.  


Consulta - A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) disponibilizou um link para a consulta sobre o direito ao Programa Bolsa Presença. A consulta pode ser feita através do sistema SIADIANTE, da SEC, pelo endereço https://bit.ly/2Ri1WrX. Quem não tem acesso à internet poderá ligar para a escola e solicitar a consulta no sistema. 



Fotos: Divulgação

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑