Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 20 de maio de 2021

Begônia maculata: descubra como cuidar da planta com ‘estampa’ de bolinhas


 Begônia maculata: descubra como cuidar da planta com ‘estampa’ de bolinhas, que é a queridinha dos amantes de paisagismo


A especialista Gabriela Heringer, do ateliê de cerâmicas e curadoria de plantas Studio Lily, ensina alguns cuidados para manter a begônia sempre saudável 


19/05/2021 – Inconfundível. Basta bater os olhos que já é possível identificar essa planta graças as características únicas: as folhas verdes alongadas cheias de charmosas bolinhas brancas e com a parte de trás avermelhada. Nativa da Mata Atlântica brasileira, ela foi catalogada pela primeira vez nos anos 1800 e está entre as begônias que mais chamam atenção – no total existem 1500 espécies catalogadas. Associadas à felicidade, delicadeza, amor verdadeiro e fertilidade, as begônias são bem sensíveis e precisam de alguns cuidados especiais. 


“Elas sentem até quando são transportadas de um local para outro, como da loja para a casa. Por isso é preciso sempre ficar de olho para causar o mínimo de desconforto”, explica Gabriela Heringer, sócia e diretora criativa do ateliê de cerâmicas e curadorias de plantas ornamentais, Studio Lily. Para demonstrar que não está gostando de algo, a begônia fica com as folhas murchas, como se estivesse ‘desmaiada’. 



A maculata não gosta de muito frio, mas também não aceita muito calor. Por isso, é recomendado deixar exposta apenas no sol da manhã e depois em um ambiente claro, mas com sol indireto. Ela também reage ‘desmaiando’ quando as regas não são adequadas, ou muita ou pouca. Para saber se é o momento certo de regar, basta colocar o dedo na terra do vaso. Isso porque, frequentemente, a terra fica úmida em cima, mas já está seca embaixo. Esse é o momento ideal para regar. Se toda a terra estiver molhada, é importante aguardar dois ou três dias para então colocar água. 


Outro detalhe das begônias maculatas, é que atrás das folhas ficam “casquinhas”, que parecem folhas queimadas, mas não são. Na verdade, elas são casulos de onde as folhas nasceram. Se estiverem bem secas podem ser retiradas para evitar acúmulo de água e fungos. Outro cuidado que pode ajudar a planta a crescer em pé, é inserir um (ou mais) palito na terra e amarrar com cuidado a planta nele. É importante não apertar muito, apenas deixar os dois juntos para dar sustentação. 



Para mais dicas acompanhe as redes sociais do @studiolily. No site www.studiolily.com.br estão disponíveis coleções exclusivas de cerâmicas artesanais e uma linda curadoria de plantas.


 

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑