Seja bem-vindo. Hoje é

domingo, 6 de junho de 2021

Codesal reitera importância de registrar ocorrências através do 199

 


Durante o período chuvoso, diversas regiões de Salvador sofrem com as consequências do mau tempo. As ocorrências que envolvem desabamentos, deslizamentos, queda de árvores e muros, dentre outras que acontecem neste período, são registradas durante o plantão de 24h da Defesa Civil de Salvador (Codesal). O órgão reitera a importância e a necessidade de entrar em contato, gratuitamente, com o telefone 199 para relatar situações de emergência, pois somente após este contato a vistoria pode ser executada.

 

Atualmente, o 199 é a única porta de entrada dos chamados para a Codesal, devido à uniformização e detalhes na prestação de informações. Isso se deve à integração entre os sistemas de Gestão da Defesa Civil e o do serviço telefônico, que faz com que as solicitações sejam rapidamente visualizadas.

 

Além disso, a comunicação integrada faz com que um técnico seja rapidamente deslocado para atendimento. A partir desta entrada é possível visualizar em tela as áreas com maiores demandas e os tipos adequados de solicitações, que são registradas pelos atendentes, definindo assim a ordem de prioridades e atendimento mais rápido e assertivo das demandas dos cidadãos.

 

Quando ligar – A Codesal pode ser acionada quando o cidadão identificar a existência de risco à própria vida ou a de outras pessoas. Isto pode ocorrer, no caso de imóveis, caso ele note infiltrações, fissuras ou rachaduras.

 

Outras ocorrências que e encaixam no acionamento do órgão são desabamentos de partes do imóvel, ou de outra estrutura que ofereça risco à segurança dos usuários e/ou transeuntes; desabamento total de imóveis; destelhamento ocasionado por agentes climáticos e as suas consequências; e alagamento de imóveis e/ou áreas que deixem o ambiente em condições insalubres. Também podem ocorrer, através das chamadas, as “vistorias de área”, nos casos de locais em que pessoas morem próximas a galerias de drenagem, encostas desprotegidas ou até mesmo pedreiras.

 

"É de fundamental importância salientar que a Codesal não executa obras. Nós avaliamos cada situação com o olhar do risco oferecido ao cidadão e fazemos a ponte para que as demandas cheguem até os órgãos responsáveis pela execução do serviço, se for de responsabilidade pública. Se for de responsabilidade do particular, este será orientado a contratar profissional técnico habilitado para avaliar a situação e indicar os serviços a serem realizados”, destaca a coordenadora de Plantão da Operação Chuva 2021, Fabiana Santana.

 

Operação – Após ser recebida pelo canal do 199 e entrar no Sistema de Gestão da Defesa Civil, a demanda é programada por ordem de prioridade de acordo com o provável grau de risco. As vistorias são realizadas obrigatoriamente por engenheiros ou arquitetos que vão até o local visualizar o tipo de risco que o cenário oferece ao cidadão/transeunte.

 

A partir daí, a Codesal dá ciência aos outros órgãos, ou ao particular, de que determinado problema existe e precisa ser resolvido. Se houver risco iminente ao cidadão, em caso de vistoria de imóvel, este é notificado a sair do local pelo período necessário.

 

Números – Em 2020, foram realizadas cerca de 10 mil vistorias, somente no período da Operação Chuva. Neste ano, até maio passado, foram registrados mais de 5 mil chamados. Por conta disso, os técnicos estão nas ruas diariamente, realizando vistorias de domingo a domingo, além dos engenheiros plantonistas que atuam 24h, durante todo o ano, para atender situações de desastres, recepcionadas através do 199.


 Foto: Paulo Azevedo/Codesal


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑