Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 1 de junho de 2021

Sedur realiza 3,2 mil vistorias durante toque de recolher ampliado


 Foto: Jefferson Peixoto/Secom

 

Com o toque de recolher estadual antecipado para 20h às 5h no fim de semana passado, equipes da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (Sedur) permaneceram com fiscalização intensa no município. A Operação Força-Tarefa promoveu cerca de 3,2 mil vistorias em 96 bairros da cidade, com 43 interdições de bares, comércio de rua, depósito de bebidas, hotéis, lanchonetes, mercados e supermercados e pizzarias.

 

Os agentes da autarquia verificaram o cumprimento dos decretos e da restrição da venda de bebida alcoólica no fim de semana, além de dispersar aglomerações e paredões. Além das interdições, 16 aglomerações foram dispersadas nos bairros de Dois de Julho, Saúde, Itapuã, Nova Brasília de Itapuã, Jardim das Margaridas, IAPI, Pau Miúdo, Liberdade, Santo Antônio, Cabula VI e Sussuarana. Na Pituba, a dispersão ocorreu em uma lanchonete.

 

Os agentes da Sedur também encerraram uma atividade sonora de um veículo na Barros Reis, e apreenderam um veículo e um equipamento de som, na Mata Escura e em Nova Brasília de Itapuã. Desde a retomada das atividades comerciais, em 5 de abril, a Sedur vistoriou mais de 80 mil locais, com 300 interdições, 180 dispersões de aglomerações e cinco equipamentos apreendidos.

 

Operação Silere – O órgão também foi às ruas com a Operação Silere, depois de receber mais de 900 denúncias – os bairros mais denunciados foram Liberdade, Itapuã, Boca do Rio e Pernambués. Ao todo, foram 158 vistorias em 71 localidades, com oito apreensões de equipamentos de som.

 

De acordo com a lei municipal 5354/98, que dispõe sobre a utilização sonora em Salvador, todo estabelecimento não residencial deverá solicitar autorização para realizar qualquer tipo de atividade sonora. A legislação permite a emissão de ruídos com níveis acima de 70 decibéis das 7h às 22h, e acima de 60 decibéis das 22h às 7h. Para o cidadão ou estabelecimento que for flagrado infringindo a lei, a multa varia de R$1.068 a R$168 mil e os equipamentos sonoros são apreendidos.

 

Monitoramento das praias e orla da Barra – Atenta aos decretos e fiscalizações das praias, a Guarda Civil Municipal (GCM) também atuou intensivamente em toda a orla do município. Um total de 100 agentes divididos em equipes monitoraram os mais de 60 km de praia, orientando as pessoas e solicitando a saída, já que a faixa de areia está fechada nos finais de semana.

 

O órgão pede a colaboração da população, pois foi perceptível ao longo das operações que, após a saída dos agentes, as pessoas retornavam para a faixa de areia. "Seguimos firmes com o desenvolvimento das ações destinadas à Guarda Civil, apesar da rotina que exige cada vez mais dos nossos agentes. Nesse momento, a colaboração da população, com o cumprimento dos protocolos, ainda é a melhor maneira de combatermos a proliferação do coronavírus", relatou o inspetor-geral da GCM, Marcelo Silva.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑