Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 26 de agosto de 2021

Diálogos e show encerram II Jornada do Patrimônio Cultural nesta quarta (25)


 A II Jornada do Patrimônio Cultural, promovida pela Fundação Gregório de Mattos (FGM), chega ao fim nesta quarta-feira (25), com a realização de duas mesas-redondas e a apresentação musical de Nara Couto. O evento gratuito está sendo transmitido pelo canal da FGM no YouTube.

 

A primeira mesa-redonda, às 16h, tem como tema a ‘Reabilitação de zonas portuárias: O porto vive’, contando com a presença de Alexandre Darzé (Lighthouse – SP), Márcio Douglas Brito Amaral (UFPA) e de Thomaz Santos (Oceanário de Lisboa). A segunda mesa, com início às 17h, vai apresentar um diálogo inter-religioso e terá como tema a ‘Água como elemento sagrado – O sagrado nas águas da maré’. Os participantes serão a ialorixá do Ilê Axé Ewá Olodumare, Márcia de Ogum, que também ocupa uma cadeira no Conselho Municipal de Políticas Culturais de Salvador; o padre Lázaro Muniz e a reverenda Bianca Daébs, da Igreja Episcopal Anglicana.

 

“Estarei com dois amigos. Falaremos um pouco sobre a água como elemento sagrado, sobre a água dentro dos nossos rituais. A água tem uma simbologia muito grande na nossa religião, que vai desde a limpeza, a cura até a fertilidade e ela está sempre presente nos nossos rituais”, conta a ialorixá Márcia.

 

Ao final, ela pretende entoar uma cantiga de Oxum, que é a rainha das águas doces e da nação Ijexá, na qual foi iniciada. “É uma música que passa uma mensagem sobre o poder de união que as águas têm, pois as águas se encontram e esse encontro fortalece. A mensagem é que, sempre que nos encontremos, nos fortaleçamos”, explicou.

 

Herança ancestral – Para a ialorixá, o evento é muito importante para desmistificar alguns preconceitos equivocados, que foram construídos ao longo dos anos, principalmente em torno do candomblé. Segundo ela, o encontro dá a oportunidade a pessoas de outros segmentos religiosos de conhecer também o candomblé, não só como religião, mas o legado cultural herdado pelos dos nossos ancestrais.

 

“O candomblé está presente na nossa vida cotidiana, no penteado, na culinária e nas produções artísticas, por exemplo. É importante até para construirmos a tão almejada paz, pois a paz surge a partir desse diálogo e respeito entre as religiões”, afirmou.

 

O encerramento ocorrerá às 18h, com a apresentação musical de Nara Couto. Para alcançar a audiência internacional e tornar as apresentações mais acessíveis, a programação terá tradução em português, inglês e libras.

 

Iniciativa – A II Jornada do Patrimônio Cultural - Salvador é voltada tanto para especialistas em arqueologia, antropologia, história, geografia, navegação, urbanismo, arquitetura, museologia, engenharia, quanto para o público em geral. O primeiro dia de evento, terça-feira (24), contou com as mesas ‘Salvador e Baía de Todos os Santos: Capital da Amazônia azul’ e ‘História, arquitetura e turismo em cidades litorâneas’.

 


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑