Seja bem-vindo. Hoje é

sábado, 6 de novembro de 2021

Oficina de Monitoria do PAT Chapada Diamantina Serra da Jiboia revela excelentes resultados


 Entre os dias 25 e 29/10 aconteceu a 1ª Oficina de Monitoria do Plano de Ação Nacional – PAT Chapada Diamantina-Serra da Jiboia em ambiente virtual. Essa atividade faz parte do processo de acompanhamento da execução das 30 ações previstas no referido plano e consequentemente do atingimento dos seus objetivos geral e específico.


Além do acompanhamento das ações a oficina contou com diversas apresentações de resultados já alcançados neste primeiro ano. Destacam-se os resultados das Expedições Científicas que aconteceram sobre a coordenação do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), mas com toda curadoria e planejamento dos pesquisadores da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS).


A professora Nadia Roque e a professora Maria Lenise Guedes da UFBA e o professor Abel Conceição da UEFS coletaram durante 11 dias 468 espécimes na porção da Chapada Diamantina sendo registradas 07 espécies Criticamente em Perigo (CR) que são espécies alvo do PAT. Outro fato positivo da expedição é que foram coletadas também espécies que não tinham registro para os municípios coletados e até uma espécie nova pra ciência. Na porção da Serra da Jiboia a professora Lidyanne Aona e o professor Everton Hilo da UFRB, juntamente com a professora Daniela Zappi da UnB, coletaram durante cinco dias que totalizou 181 amostras, incluindo Melochia illicioides K.Schum, espécie alvo do PAT na Serra da Jiboia. Destas 181 coletas, 04 espécies estão na categoria de Vulnerável (VU) e uma na categoria de Criticamente Ameaçada (CR). Também foram coletadas 12 espécies de Bromeliaceae para conservação ex situ no Banco de Germoplasma de Bromélia Embrapa / UFRB e uma possível espécie nova de Commelinaceae.


Como parte das atividades houve também a apresentação dos resultados preliminares do mapeamento das áreas estratégicas e das áreas para restauração ambiental trabalho realizado pela consultora Luara Tourinho. Esse mapeamento será finalizado até o início de 2022. E pra finalizar a apresentação dos resultados o coordenador de Fiscalização (COFIS) do Inema, Miguel Calmon mostrou os trabalhos realizados pela instituição no território do PAT e os resultados já alcançados, bem como relatou o quanto o projeto tem ajudado a alavancar as ações já neste primeiro ano, como por exemplo, com a compra do 1º drone da fiscalização e a contratação em curso de um Plano de Fiscalização específico para o território que servirá de modelo para toda a Bahia.


A coordenadora do Núcleo Operacional da Bahia e coordenadora do PAT, a bióloga Sara Alves, da Coordenação de Gestão de Fauna (CGFAU) do Inema avalia que como resultados dos cinco dias de monitoria o Painel de Gestão revelou que no 1º ano do PAT Chapada Diamantina-Serra da Jiboia, mesmo em tempos de restrições contra o avanço do Covid-19, mais de 50% das ações estão em andamento e apenas 16% das ações não foram iniciadas. “Esse desempenho é excepcional. Fico muito feliz com o empenho dos parceiros do PAT e com o apoio do Projeto GEF Pró-espécies que nesse 2º ano do PAT vai se iniciar alavancará ainda mais as ações e trará benefícios ainda maiores pro território”, disse Alves.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑