Seja bem-vindo. Hoje é

sábado, 27 de outubro de 2018

Expansão da cardiologia na Bahia é apresentada em congresso

Com investimentos em prevenção e na área de cardiologia, a Bahia conseguiu reduzir as taxas de internações e óbitos relacionados às doenças cardiovasculares em mais de 20% na faixa etária entre 30 e 59 anos. O fato pode ser atribuído, em grande parte, à expansão da média e alta complexidade na especialidade, foi o que apresentou o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, nesta sexta-feira (26), na abertura do XII Congresso Brasileiro de Cardiologia Intensiva.

“Nos últimos dez anos temos visto uma mudança de realidade para descentralização do atendimento cardiovascular em nosso estado. Começamos a ver florescer serviços no interior do estado em cidades como Vitória da Conquista, Feira de Santana e Teixeira de Freitas”, pontuou Fábio Vilas-Boas.

Na apresentação, o Secretário destacou o funcionamento das oito policlínicas dos consórcios interfederativos de saúde, onde são realizados todos os exames de Cardiologia, incluindo eletrocardiograma, teste de esforço, ecocardiograma,
Holter, mapa e ultrassom Doppler. Já os exames de angiotomografia, Ressonância Cardíaca e cateterismo cardíaco são realizados em cinco centros especializados em todo o estado.

Na alta complexidade, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) lançou uma política de atenção integral ao Infarto Agudo do Miocárdio (IAM), que resultou na ampliação dos serviços de cirurgia cardíaca e hemodinâmica na capital e no interior, a exemplo do Hospital Regional da Costa do Cacau, em Ilhéus, e do Hospital Geral Roberto Santos, além da ampliação do serviço do hospital Ana Neri, em Salvador.

Está prevista para 2019 a inauguração de novos serviços de hemodinâmica e cirurgia cardíaca nos hospitais estaduais localizados nos municípios de Irecê, Barreiras e Porto Seguro. Além disso, em Salvador, o Governo do Estado está implantando um Centro Especializado em Hipertensão Arterial Sistêmica e Aterosclerose.


Doenças do coração

No Estado, mais de 12 mil pessoas morrem, por ano, vítimas de doenças do coração. Já o número de internações ultrapassa 46 mil. Algumas doenças cardíacas são: reumáticas crônicas do coração, isquêmicas, cardíaca pulmonar e hipertensiva, que está entre as de maior incidência, com cerca de 13,5 mil internações e em segundo lugar na causa morte, com 3,3 mil óbitos, atrás apenas no Infarto Agudo do Miocárdio (4,5 mil).

Ascom Sesab




0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑