Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 29 de maio de 2020

Após panificadoras, Prefeitura avalia novos protocolos de reabertura do comércio

A implantação de um protocolo para que panificadoras possam abrir e funcionar em toda a cidade, inclusive nos bairros onde há medidas restritivas regionalizadas mais rígidas, sinaliza para uma possível retomada de atividades comerciais formais e informais em Salvador, que vai acontecer de forma gradual. Entretanto, como frisou hoje (28) o prefeito ACM Neto, tudo vai depender dos números sobre o avanço do coronavírus até o final deste mês e início de junho, pois ainda não está descartado um colapso no sistema de saúde da cidade, tanto o público quanto o privado. 

De acordo com o prefeito ACM Neto, graças às medidas tomadas para o enfrentamento à Covid-19 pela Prefeitura e governo do Estado, esse colapso não aconteceu em maio, como apontavam as projeções feitas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). "Mas isso não ocorreu principalmente porque ampliamos os leitos clínicos e de UTI para pacientes com o novo coronavírus. O risco ainda existe, em junho", alertou o prefeito, durante a inauguração do Restaurante Popular Cuidar em Pau da Lima. 

“Ontem (27), houve uma leve queda de ocupação leitos de UTI, chegando a 76% de taxa, sendo que anteontem (26) chegou a 88%. Isso não dá conforto, pois 76% é muita coisa. Claro que de qualquer forma é uma vitória", acrescentou. Ainda ontem, a ocupação de leitos clínicos na rede pública foi de 67%. Na rede privada, a taxa nas UTIs foi de 79%.

O prefeito reforçou que, para que haja uma retomada segurada da economia, com a adoção de novos protocolos de reabertura, é necessário que haja menos pressão sobre os leitos de UTI, com taxa de ocupação abaixo de 60%. "Essa semana de feriados antecipados será fundamental. Esperamos que gere resultados bons na próxima semana, quando vencem os decretos gerais, que valem para toda a cidade", salientou ACM Neto. 

Decretos – A Prefeitura avaliará, neste final de semana, quais decretos poderão ser prorrogados, alterados ou suspensos. Todas as medidas gerais se encerram na segunda-feira (01). Veja abaixo quais são elas:  

* Suspensão das aulas na rede municipal e privada de ensino: Prefeitura já discute esforço para que ano letivo não seja comprometido, inclusive com cancelamento do recesso escolar e das férias;

* Suspensão das atividades em academias, cinemas, teatros, casas de espetáculo e demais equipamentos culturais;

* Suspensão das atividades em clubes sociais, recreativos e esportivos;

* Fechamento das praias;

* Suspensão das atividades em boates, danceterias, clínicas de estética, restaurantes, bares, lanchonetes e lojas de conveniência. As exceções são para bares, restaurantes e lojas de conveniência que possuem delivery ou fazem entrega no balcão;

* Proibição de qualquer tipo de ação que implique na emissão sonora; 

* Suspensão da realização de obras em imóveis habitados, salvo em casos emergenciais;

* Suspensão da exigência do pagamento pela Zona Azul;

* Uso obrigatório de máscaras;

* Limitação do público máximo de 50 pessoas em qualquer tipo de reunião na cidade;

* Retirada de 30% dos trabalhadores de call center e telemarketing, que devem fazer home office, assim como afastamento imediato dos funcionários acima de 60 ano.

Medidas regionalizadas – Já o prazo para as medidas regionalizadas e de proteção à vida em Plataforma também vence nesta segunda (01), podendo ser prorrogado. Além do bairro, ações mais rígidas e de apoio à comunidade acontecem em Massaranduba e Uruguai, até o domingo (31); em Cosme de Farias, até a próxima quinta (4); no Lobato e na Liberdade, até a terça-feira (2); e em Periperi, até a quarta-feira (3). Em Pernambués, as medidas setorizadas começam neste sábado (30).


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003-2019 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑